Fábulas de Esopo são aplicadas em turma de Ivaí no Vamos Ler

Professora do 5º ano A da Escola Madre Josafata destacou importância de trabalhar o gênero textual; alunos tiveram autonomia e transformaram histórias em poemas

Aspectos digitais auxiliaram trabalho junto ao 5º ano da instituição
Aspectos digitais auxiliaram trabalho junto ao 5º ano da instituição -

Dhiego Tchmolo

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Professora do 5º ano A da Escola Madre Josafata destacou importância de trabalhar o gênero textual; alunos tiveram autonomia e transformaram histórias em poemas

As fábulas de Esopo foram base de um amplo trabalho no 5º ano A da Escola Municipal Madre Josafata em Ivaí. A professora Mariana Lila Blonski aponta o trabalho com os alunos que teve análise, leitura, interpretação, além de uma adaptação em poemas, com o prazer de entender, rever e estudar este gênero textual.

Segundo a docente, visou-se “a importância das fábulas enquanto ensinamento de atitudes e valores”. Assim, abordando o gênero textual, o projeto integrou diversos momentos: pesquisa acerca do fabulista (Esopo), o que permitiu o conhecer, pesquisando quais são suas fábulas e sua versão, visto que alguns outros autores as recontaram.

“Seguido de momento de leitura de fábulas via livro literário, análise das obras, transposição das mesmas em imagens, e adaptação a poemas – este último sendo o ápice do projeto”, pontua a educadora, novamente abordando o estudo e conhecimento sobre o Esopo, “pai da fábula enquanto gênero textual”, além de pesquisas de maneira autônoma por parte dos educandos. Para Mariana, adaptar em poemas “teve um valor imensurável, pois a intenção detrás das fábulas foi de fato edificada”.

“Além é claro, ver seus alunos no comando, à frente na busca do seu conhecimento é a real intenção da educação. E, a mesma, pode perceber isto quando seus discentes eram quem pesquisavam, quem buscavam o conteúdo, sendo ‘agentes do seu processo de educação’. Também, fica evidente, segundo a professora, a questão do trabalhar em pares, onde um auxilia ao outro no melhor de si e, deste modo, os dois alunos saem favorecidos”, conforme conclui a professora.

Acesse o blog escolar da Escola Madre Josafata clicando aqui

Conteúdo de marca

Quero divulgar right