PUBLICIDADE

Poemas em Imbituva inspiram alunos com tema 'borboletas'

Utilizando conceitos da Língua Portuguesa e obra de Vinícius de Moraes, quarto ano A da Escola Tancredo de Almeida Neves pôde imergir nos conteúdos

Trabalho teve ampla adesão e conhecimento em sala
Trabalho teve ampla adesão e conhecimento em sala -

Luana Abrantes

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Utilizando conceitos da Língua Portuguesa e obra de Vinícius de Moraes, quarto ano A da Escola Tancredo de Almeida Neves pôde imergir nos conteúdos

Valorizando os livros, buscando desenvolver e incentivar as práticas de leitura, durante algumas atividades realizadas em sala, o 4º ano A juntamente com a professora Ana Denise B. Camargo, da Escola Municipal Tancredo de Almeida Neves, aprofundou-se na leitura de poemas, dentro da disciplina de Língua Portuguesa.

“Trabalhar com a leitura diariamente é de extrema importância para o desenvolvimento da aprendizagem dos alunos, porém esta deve ser prazerosa, despertar a curiosidade a e vontade de ler cada vez mais e assim conseguir compreender e interpretar aquilo que se lê. O ato de ler, não é somente emitir sons, ou seja, falar aquilo que está escrito, ele envolve a formação do imaginário, do simbólico, da criatividade, da compreensão e por que não do divertimento”, conta a educadora.

Sabendo da importância da leitura, a professora realizou atividades de pré-leitura, onde por meio dessa, através dos conhecimentos prévios dos estudantes é despertado o interesse de cada um em ler textos que tratam dos mesmo temas em relação ao materiais que serão abordados.

Durante o estudo, em uma das atividades foi falado sobre as borboletas. Ana comentou que após envolver toda a turma em uma conversa, algumas borboletas de cores azuis, amarelas, brancas e pretas foram pintadas pelos alunos. Relacionando o desenho com os poemas e sanando a curiosidade dos estudantes, foi apresentado o poema ‘As Borboletas’, do autor de Vinícius de Moraes, onde todos fizeram a leitura, interpretação e reescrita do texto.

Logo foi a vez de colocar a mão na massa, para isso com a ajuda da auxiliar de sala Mari, os alunos produziram uma borboleta voadora, usada para brincar e despertar a imaginação das crianças, como uma forma de física de representação do poema, que expressa a beleza por meio de palavras.

Acesse o blog escolar da Escola Tancredo de Almeida Neves clicando aqui

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE