PUBLICIDADE

Postos de PG 'antecipam' aumento no preço da gasolina

Alguns estabelecimentos na região central da cidade já praticam preços até R$ 0,70 maiores do que o registrado ao longo desta semana

O aumento é justamente a estimativa de acréscimo prevista pelos setores de infraestrutura no país
O aumento é justamente a estimativa de acréscimo prevista pelos setores de infraestrutura no país -

Rodolpho Bowens e Sebastião Neto

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Com o fim da Medida Provisória (MP) que desonera as alíquotas do PIS/Pasep e Cofins sobre combustíveis neste sábado (31), alguns postos de Ponta Grossa se 'adiantaram' ao aumento no preço da gasolina previsto para o início de 2023. A reportagem do portal aRede verificou na manhã de hoje que alguns estabelecimentos nas regiões do Centro e Boa Vista já praticam, no caso da gasolina, preços até R$ 0,70 maiores do que o registrado ao longo desta semana.

O aumento no preço cobrado nas bombas é justamente a estimativa de acréscimo prevista pelos setores de infraestrutura no país, que além do aumento de preço na gasolina, prevê a subida no preço do diesel em R$ 0,33 e do etanol em R$ 0,26. A desoneração do PIS/Pasep e Cofins  passou a valer em maio deste ano, após norma publicada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), e suspendeu a cobrança dos tributos federais até o último dia deste ano.

Vale ressaltar que a maior parte dos postos de combustíveis visitados pela reportagem do portal aRede neste sábado segue praticando os preços registrados desde o início da semana.

Indefinição sobre o futuro

Na terça-feira (27), o futuro ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse que pediu para o atual governo não prorrogar a desoneração de impostos. Segundo Haddad, a medida não poderia ser tomada de forma apressada durante a transição de governo. Por outro lado, na quinta-feira (29), após ser anunciado como novo ministro de Minas e Energia, o senador Alexandre Silveira (PSD-MG) disse que a questão do preço dos combustíveis será avaliada após 1º de janeiro e “nada está descartado”.

Com informações do Metrópoles

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE