PUBLICIDADE

Sanepar inicia vistoria de 35 mil ligações de esgoto em Ponta Grossa

Vistorias Técnico Operacionais (VTOs) acontecerão durante três anos; objetivo é assegurar o bom funcionamento do serviço de coleta e tratamento de esgoto

Trabalhos serão realizados pela empresa terceirizada Engezzi Engenharia
Trabalhos serão realizados pela empresa terceirizada Engezzi Engenharia -

Agência Estadual de Notícias

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) inicia nesta segunda-feira (19), em Ponta Grossa, uma nova etapa de Vistorias Técnico Operacionais (VTOs) nos imóveis. Ao todo, serão verificadas 35 mil residências na cidade, ao longo de três anos. Nesta semana, a ação será direcionada aos imóveis na região da Colônia Dona Luiza.

O trabalho pretende assegurar o bom funcionamento do serviço de coleta e tratamento de esgoto, que repercute diretamente na prevenção de doenças, na preservação da saúde das pessoas e do meio ambiente.

Todos os bairros de Ponta Grossa serão abrangidos, com enfoque especial nas áreas com maior indício de ligação irregular de água de chuva na rede de esgoto, verificada por meio de refluxos e transbordamentos.

Na prática

Durante a visita, os técnicos verificam se as instalações hidrossanitárias dos imóveis foram feitas de acordo com as normas da Sanepar e a legislação ambiental, orientando as adequações que forem necessárias nos pontos de lançamento do banheiro, da cozinha, da lavanderia e de pontos do imóvel onde há captação de água de chuva, como ralos.

Para os testes, são utilizados corantes à base de água. O acesso ao imóvel para a vistoria é feito mediante consentimento do morador.

Para que esteja ligado corretamente, o esgoto do imóvel precisa ser lançado na rede coletora da Sanepar e a água de chuva, na galeria pluvial. Também é necessário possuir caixa de gordura e não ter fossas ou sumidouros se houver rede coletora de esgoto disponível. “Estando tudo de acordo, o morador receberá um certificado de regularidade do imóvel. Nos casos em que houver irregularidade, a equipe de vistoria orientará as adequações por meio de uma notificação, com um prazo de 30 dias para regularização e uma nova visita”, explica o gerente regional da Sanepar em Ponta Grossa, Danilo Raffo.

As vistorias serão feitas pela empresa terceirizada Engezzi Engenharia, com profissionais capacitados e fiscalizados pela Sanepar. Eles estarão uniformizados, portando crachá e identificados com a inscrição 'A Serviço da Sanepar'. Em caso de dúvidas, os clientes podem entrar em contato com a companhia pelo telefone 0800 200 0115.

Exemplo

A importância desse trabalho de vistoria, desenvolvido regularmente pela Sanepar, pode ser observada no Lago de Olarias, o mais novo cartão-postal da cidade. Para que fosse possível a formação do Lago, a Sanepar somou esforços com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA) para a despoluição do Arroio de Olarias, realizando mais de 15 mil vistorias para regularizar as ligações de esgoto dos imóveis abrangidos pela bacia do Arroio.

Com informações: Agência Estadual de Notícias.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE