PUBLICIDADE

Suspeito de matar Cauane é preso em operação da GM

Mandado de prisão contra homem de 39 anos, expedido na semana passada, foi cumprido nesta terça

Jovem que tinha 20 anos foi morta em março deste ano
Jovem que tinha 20 anos foi morta em março deste ano -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Um dos suspeitos da morte da jovem Cauane Zavolski Martins, em março deste ano, foi localizado e preso pela Guarda Municipal (GM) em Ponta Grossa na tarde desta terça-feira (4). O suspeito, de 39 anos, estava com a prisão preventiva decretada pela Justiça desde o último dia 30; de acordo com a GM, ele foi localizado em frente a uma hamburgueria na região da 31 de Março, por volta das 17h30. Após a prisão, o homem foi levado para a Cadeia Pública Hildebrando de Souza.

Relembre o caso

A época, logo após o crime, o delegado Fernando Jasinski, da 13ª Subdivisão Policial de Ponta Grossa, explicou que a jovem “teria embarcado em um veículo e poucas horas depois teria feito a última ligação para a família e, então, nunca mais foi vista. Constatou-se, que, na verdade, Cauane teria ido até um apartamento de um dos envolvidos, localizado na região de Uvaranas.

No apartamento em que Cauane poderia estar, no início das investigações, a Polícia Civil encontrou grande quantidade de drogas, além de ter sido constatado um furo na parede, compatível com disparo de arma de fogo, o qual havia sido tampado com massa corrida.

O corpo de Cauane só foi encontrado no mês passado, em uma área de mata no município. "Pelas condições que foi achado os restos mortais da Cauane, será bem dificultoso dar um laudo preciso do que aconteceu. As pessoas que ceifaram a vida dela ainda cometeram atrocidade de atear fogo no cadáver dela, acelerando o processo de decomposição. Depois, enterraram em uma cova rasa, onde animais silvestres que habitam o local onde ela tinha sido enterrada, acabaram se alimentando, por muito tempo, de partes dos restos mortais. Então, será bem difícil de, com precisão, sair um laudo exato", comentou o cunhado de Cauane após o corpo ter sido encontrado.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE