Idosa é presa em PG por ser cúmplice de assassinato de jovem

Situação aconteceu em 16 de agosto de 2021, em frente a um estabelecimento comercial; prisão tem pena de 30 anos

Investigações foram realizadas pela Polícia Civil de Ponta Grossa
Investigações foram realizadas pela Polícia Civil de Ponta Grossa -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Paulo Ricardo de Freitas foi assassinado em 16 de agosto de 2021, por volta das 16h. O crime teve grande repercussão, pois ocorreu em plena luz do dia, no Núcleo 31 de Março, em frente a um estabelecimento comercial, na presença, inclusive, de crianças.

Como já noticiado pelo Portal aRede, identificou-se que um dos envolvidos (o atirador),  Ismael Onhir Nascimento Junior, foi morto em outubro do ano passado.

Durante o prosseguimento das investigações, constatou-se que o crime teve o auxílio de uma idosa, de 69 anos, que esteve em outras oportunidades no local a procura da vítima.

Na data do crime, apurou-se que a idosa teria parado próximo ao atirador, por quase um minuto, tendo, ainda, cruzado com este, mais uma vez, no caminho até o estabelecimento comercial.

Ocasião em que a idosa entra no estabelecimento para conversar com a vítima. Durante o bate-papo, Paulo Ricardo de Freitas teve que realizar anotações em um papel e, neste intervalo, o atirador (Ismael) retorna e executa a vítima.

A mulher foi indiciada por homicídio qualificado que conta com pena de até 30 anos.

Por oportuno, a Polícia Civil de Ponta Grossa reforça seus números de denúncias via aplicativo WhatsApp: (42) 3219-2780 e (42) 3219-2770 (homicídios).

Com informações: 13ª Subdivisão Policial de Ponta Grossa.

Conteúdo de marca

Quero divulgar right