Ex-vereador, Zampieri concorre como deputado estadual

O ex-vereador de Ponta Grossa oficializou a pré-candidatura em evento realizado no último sábado (23). O foco do ex-parlamentar é prosseguir com o trabalho de fiscalização e de renúncia de privilégios, agora na Assembleia Legislativa

O ex-vereador de Ponta Grossa oficializou a pré-candidatura em evento realizado no último sábado (23). O foco do ex-parlamentar é prosseguir com o trabalho de fiscalização e de renúncia de privilégios, agora na Assembleia Legislativa
O ex-vereador de Ponta Grossa oficializou a pré-candidatura em evento realizado no último sábado (23). O foco do ex-parlamentar é prosseguir com o trabalho de fiscalização e de renúncia de privilégios, agora na Assembleia Legislativa -

Marcus Benedetti

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O ex-vereador de Ponta Grossa oficializou a pré-candidatura em evento realizado no último sábado (23). O foco do ex-parlamentar é prosseguir com o trabalho de fiscalização e de renúncia de privilégios, agora na Assembleia Legislativa

O ex-vereador e pré-candidato a deputado estadual Ricardo Zampieri foi o sexto entrevistado da série realizada pelo Grupo aRede/Jornal da Manhã. Durante a entrevista, o comunicador deixou claro o desejo de representar o município de Ponta Grossa e reforçou o intuito de prosseguir com a mesma característica de trabalho já realizada na Câmara Municipal enquanto vereador.

Em 2016, Zampieri foi eleito o vereador mais novo do Paraná na época. Após quatro anos de mandato, concorreu como vice-prefeito em 2020. Agora, o radialista fala em “nova política” e busca uma maior representatividade para a cidade de Ponta Grossa na Assembleia Legislativa do Paraná. O ex-parlamentar fala em ‘renúncia de privilégios’ e em ‘trabalho de fiscalização’ como características de trabalho já realizadas enquanto vereador e que serão levadas adiante a nível estadual em caso de eleição. Confira mais detalhes da entrevista com Ricardo Zampieri abaixo. 

Quais foram as motivações para concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa do Paraná nestas eleições?

Ricardo Zampieri: A motivação é justamente o que coloco nas redes sociais. A gente coloca uma frase que diz: ‘Para que o mal triunfe, basta que os bons fiquem de braços cruzados’. Acredito que num momento conturbado e difícil que estamos vivendo, é sempre necessário que pessoas se levantem e coloquem  seus nomes à disposição, não só como candidatos, mas como apoiadores, como pessoas que de fato queiram fazer a diferença e lutem. Independentemente de lado, mas acho que é cada vez mais importante. 

Às vezes, o pessoal critica essa sociedade, muitas vezes, dividida, mas estamos, felizmente, falando de uma sociedade politizada. Hoje nós debatemos política, seja na família ou no trabalho, mas hoje discutimos política, projetos, pautas. Acho isso tudo muito importante. Mas precisamos sair da nossa bolha como eleitores, nos posicionarmos e, no meu caso, eu que não estou em mandato, olho de fora e vejo que precisamos também tentar representar de alguma forma e esse é o meu principal intuito, nesse caso, aqui no estado do Paraná nesse novo desafio que estamos encarando. 

Como foi o evento de oficialização da sua pré-candidatura, realizado no último sábado (23)?

Ricardo Zampieri: Fiquei muito animado e quero agradecer a todos que se fizeram presentes. Foi tudo muito em cima da hora, a gente acabou adiantando nosso evento, mesmo com feriado e tudo mais, com o pessoal emendando, mas tivemos mais de 300 pessoas. Mais da metade desse número é de fora, das nossas bases em toda a região que nós estamos fortalecendo. 

Estiveram presentes lideranças, apoiadores, amigos e, nesse sentido, foi um marco inicial. O período eleitoral ainda vai começar, mas a gente fala que a jornada é a partir de agora. Dentro desse ponto, nós demos o ‘pontapé’ para iniciarmos esse processo de pré-campanha e, naturalmente, levaremos as novas e boas ideias de uma nova política para o estado do Paraná, para a nossa região e para a nossa cidade. 

Quais eixos de ações devem compor o teu plano de governo?

Ricardo Zampieri: Eu sempre falo que não fico prometendo até porque não gosto de promessas. O povo está cansado disso, não é? Mas, eu sempre mostro o que fiz como parlamentar e vereador na cidade de Ponta Grossa até o ano de 2020, quando fui eleito o vereador mais jovem do Paraná na época, e o trabalho que nós fizemos. Foi um trabalho de fiscalização, de combate à corrupção, de renúncia de privilégios, de legislador e, principalmente, o trabalho ‘na ponta’. Porque o político não tem que ficar na ‘salinha’ com ar condicionado. O político tem que estar nos bairros. Tenho orgulho de dizer que no meu primeiro ano de mandato nós criamos o gabinete móvel, então, peguei a minha tenda e nós fomos atender as pessoas para ouvir as demandas da nossa comunidade. Acho que a pauta sempre é essa. 

Eu sinto, não só em Ponta Grossa, como na região, uma carência muito grande de representatividade a nível estadual. A região está carente, tanto é que nós elegemos muitos deputados de Curitiba e, o meu principal objetivo é esse: Estarmos na ponta e não lá em Curitiba na Assembleia, ‘no terninho’ e no ar-condicionado. Mas sim, estar na ponta e levantando vulnerabilidades. Porque o deputado nada mais é do que um vereador a nível de estado, a única diferença é que ele tem a estrutura de conseguir recursos, de pleitear emendas, de conversar diretamente com o vereador. A diferença é que tem gente que usa desse ‘status’ para ‘puxar-saco’ ou infelizmente para conseguir regalias para seus amigos e sua família. Nós, de fato, queremos recursos e investimentos para a nossa base e para a nossa região. Nós precisamos disso. Eu acho que com esse nível de representatividade e esse anseio de uma nova política e de novas ideias, nós conseguiremos, quem sabe, chegar lá com esse propósito. 

Como o senhor avalia o cenário local na disputa para deputado estadual nas eleições deste ano?

Ricardo Zampieri: A gente sempre perde votos para pessoas de fora. Como falei, candidatos de Curitiba que vem para Ponta Grossa ‘tomar votos’ daqui. Precisamos buscar representantes que conheçam a nossa terra, a região. Além disso, Ponta Grossa já teve quatro deputados estaduais e tem capacidade para ter mais do que isso, basta união. Tem cidades como Cascavel que elegem seis, sete deputados e, hoje Ponta Grossa tem apenas dois e quase ficou com somente um. 

Hoje, nós temos pré-candidatos competitivos dentro do processo e outros que vem só para concorrer ou para pegar fundão eleitoral. Então, acho muito importante o eleitor se ater a isso. Votar em candidatos da cidade e candidatos que sejam competitivos para disputar uma eleição. Porque, se a gente observar, na última eleição, por exemplo, tirando a mais votada, os outros mais votados todos não se elegeram. Portanto, o eleitor precisa desse crivo de ver quem realmente tem chance. Se não, perdemos muitos votos e infelizmente a cidade fica sem representantes. 

O quanto que a tua experiência como vereador pode ajudar nessa campanha?

Ricardo Zampieri: Quando lancei minha candidatura, coloquei que meu slogan é ‘coragem e independência’, porque eu quero trabalhar, mas não basta só ter boas ideias, tem que ter coragem de apresentar as boas ideias e independência de brigar para que elas sejam aprovadas. Foi isso que fiz enquanto vereador. Então, enfrentei grande empresas, fiz um trabalho intenso de fiscalização e batemos muito na tecla da renúncia de privilégios. É algo que é meu espírito da nova política e que a gente tende a colocar em prática também na Assembleia

Conteúdo de marca

Quero divulgar right