Neblina causa lentidão no trecho entre PG-Curitiba

PRF informa que, por conta das condições climáticas, trecho da serra de Purunã tem pontos de lentidão

PRF informa que, por conta das condições climáticas, trecho da serra de Purunã tem pontos de lentidão
PRF informa que, por conta das condições climáticas, trecho da serra de Purunã tem pontos de lentidão -

Sebastião Neto

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

PRF informa que, por conta das condições climáticas, trecho da serra de Purunã tem pontos de lentidão

Os motoristas da região dos Campos Gerais que seguem para Curitiba ou estão retornando da capital devem redobrar atenção ao trafegar pelas BRs 277 e 376 na manhã desta quinta-feira (21). No início da manhã, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que há lentidão em alguns pontos da serra de São Luiz do Purunã por conta da incidência de neblina em vários pontos da rodovia.

Ainda de acordo com a PRF, vários motoristas relataram aos policiais pontos de baixa visibilidade no trecho entre PG e Curitiba, tanto no sentido interior como no sentido capital. Nos dias mais frios, este fenômeno é comum em trechos como a BR 376, na região do Distrito Industrial de Ponta Grossa; nas proximidades de Carambeí, na PR 151, e também na própria BR 277, principal ligação entre Curitiba e o Interior, na Serra de São Luiz do Purunã.

Orientações

As forças de segurança reforçam algumas dicas para que os motoristas tenham uma viagem segura quando trafegam com neblina, entre elas não parar o veículo em acostamentos, pois as paradas devem ser feitas em local seguro e longe das margens das rodovias. Outra situação que deve ser evitada é ligar o pisca-alerta sem necessidade, podendo gerar freadas bruscas e aumentar o risco de acidentes.

Com informações da PRF