Prédio da Câmara passará por reformas de acessibilidade

Adequações pretendem atender um pedido do Ministério Público do Paraná

A licitação foi publicada com valor máximo previsto em R$276.999.
A licitação foi publicada com valor máximo previsto em R$276.999. -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Adequações pretendem atender um pedido do Ministério Público do Paraná

A sede da Câmara Municipal de Ponta Grossa passará por reformas e adequações para atender um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) do Ministério Público do Paraná. As obras visam oferecer melhor acessibilidade aos portadores de necessidades especiais e, também, regulamentar  o local junto ao Corpo de Bombeiros.

Está marcado para o dia 9 de agosto, na sala do plenário da Câmara, a tomada de preços para a elaboração do projeto de reforma. A licitação foi publicada com  valor máximo previsto em R$276.999. As obras de acessibilidade contemplam a implementação de rampas, corrimões, piso tátil e também um elevador para os três pisos. Outra mudança será na escada do prédio. De acordo com o presidente da Câmara, Daniel Milla, a escada em caracol está fora dos padrões e será construída outra no local. 

“É uma obrigatoriedade que devemos realizar para estar dentro das leis. Tem uma série de imposições. O prédio é muito velho e temos que readequar”, disse Milla. 

O imóvel onde está sediada a Câmara tem mais de 40 anos . Recentemente, obras de pintura, troca de calhas e reformas no telhado da entrada foram realizadas no local.