Premiado App de transporte ‘MobPar’ chega a PG

Empresa está na fase de cadastramento de motoristas para iniciar as operações na cidade dentro de aproximadamente 30 dias. App cobra taxa de apenas 5% do motorista de segunda a sábado, e 0% nos domingos

Empresa sediada em Wenceslau Braz  já recebeu inúmeros prêmios de inovação
Empresa sediada em Wenceslau Braz já recebeu inúmeros prêmios de inovação -

Fernando Rogala

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Empresa está na fase de cadastramento de motoristas para iniciar as operações na cidade dentro de aproximadamente 30 dias. App cobra taxa de apenas 5% do motorista de segunda a sábado, e 0% nos domingos

Está chegando a Ponta Grossa uma premiada empresa de mobilidade urbana: a MobPar. Empresa brasileira, paranaense, sediada no Norte Pioneiro, ela já está presente em 49 cidades de sete estados brasileiros, contando com mais de cinco mil motoristas e mais de 140 mil usuários cadastrados, e agora inicia suas operações na maior cidade dos Campos Gerais com seus diferenciais. Concorrente direta de aplicativos de outros países, como Uber, 99, Maxim e inDriver, a MobPar se estabelece nos locais onde atua ao se destacar com o melhor atendimento possível ao cliente. Neste momento, a empresa está cadastrando motoristas, para posteriormente iniciar as operações com o transporte de passageiros.

“Hoje somos o maior aplicativo brasileiro. Temos pouco mais de dois anos no mercado; a empresa foi fundada em 20 de março de 2020, em plena pandemia, e desde então é uma briga nossa de centavos contra os bilhões das outras gigantes, e mesmo assim, temos conquistado nosso espaço mercado e crescendo”, informa Cristiano Savagin, CEO da MobPar. Esse crescimento no mercado e esse destaque com o atendimento ao cliente é obtido, principalmente, com um princípio: a valorização do motorista, do profissional que trabalha diretamente com o passageiro. “Trabalhamos na tríplice hélice: se o motorista é valorizado, ele trabalha melhor, e ele atendendo melhor, o cliente fica satisfeito. Então ele ganha, a empresa ganha, e o cliente ganha”, disse.

Savagin detalha que essa valorização ao motorista é feita com um valor percentual maior da ‘corrida’ que fica para ele. As empresas internacionais, segundo ele, cobram uma taxa entre 15% e 40% da corrida, enquanto que a MobPar cobra apenas 5%. E isso não é tudo: “No domingo, não cobramos comissão. Então 100% fica com o motorista. Por isso hoje tem tantos abandonando os outros aplicativos e vindo pra gente. Porque se ele faz uma corrida de R$ 8, ele paga apenas R$ 0,40 para a plataforma. Então viemos trazer esperanças para os motoristas, pelo ganho digno, para ele ter melhor qualidade de vida. A MobPar não tem o intuito de ganhar dinheiro, e sim, levar qualidade de vida às pessoas”, reforça o CEO da empresa.

Para os clientes, quanto aos preços, ele classifica como ‘competitivos’ e ‘justos’. “Não entramos em guerra de preços, mas sim de qualidade, de atendimento. Nosso motorista é valorizado para atender bem e rápido – hoje o maior pesadelo do passageiro é esperar. Não somos o aplicativo mais barato e também não temos o preço alto, cobramos o valor justo: mais vale o passageiro pagar R$ 1 a mais e ser bem atendido”, diz, afirmando que a empresa, com isso, busca reeducar o cliente brasileiro. “O quanto esse R$ 1 a mais pode custar na frente ao perder um compromisso? Ao chegar atrasado para uma entrevista de emprego ou pegar filhos na escola? Então, o barato sai caro”, completa Savagin, reforçando também os cuidados com a segurança junto aos passageiros, com rastreamento, botão de pânico, entre outras tecnologias.


Aplicativo é multipremiado

Toda essa eficiência e preocupação já garantiram o reconhecimento do aplicativo, inclusive em âmbito nacional. “Já fomos premiados cinco vezes, inclusive se destacando como referência e revelação, ganhando o Conecta 2021, do Sebrae. Fomos a startup revelação e ficamos em terceiro lugar em uma batalha de 500 empresas, pela Band TV Tarobá, e ganhamos a maior feira de empreendedorismo do Norte Pioneiro”, conclui o empresário.

Empresa destina parte do lucro para projetos nos municípios onde está inserida

Além da valorização ao motorista e o melhor atendimento possível aos clientes, a MobPar também contribui para o desenvolvimento dos municípios onde ela está inserida, através da destinação de parte do lucro em favor de ações nas cidades. “Temos a missão e o objetivo de reverter parte lucro da empresa a projetos esportivos e culturas. Então hoje a MobPar patrocina o esporte. Patrocinamos a atleta profissional de Muay Thai Carol Ramos Moro, que vai ter sua luta transmitida pelo Canal Combate neste domingo. Nada impede que, futuramente, se os motoristas abraçarem nosso aplicativo, estarmos patrocinando o Operário ou outros projetos da cidade”, disse o CEO, reforçando que a empresa já patrocina um time de futebol profissional do Campeonato Amazonense, o Paramazonas, de Manaus, como o maior anunciante.

Como se cadastrar

Neste momento, a MobPar está em fase de cadastramento de motoristas no município, mas já está realizando algumas corridas, devido à grande adesão de profissionais. Os profissionais interessados devem acessar o site da empresa (mobpar.com.br) ou então baixar o aplicativo MobPar nas lojas de aplicativos dos sistemas (App Store no iOS e Play Store no Android). “Estaremos fazendo um cadastramento contínuo de motoristas. Precisamos de um número X para abrir publicidade direcionara ao passageiro e iniciar as operações. Temos o cuidado para o passageiro ser bem atendido e rápido. Mas acreditamos que em cerca de 30 dias já podemos iniciar o transporte de passageiros na cidade com força total”, informou Savagin.