Crônicas dos Campos Gerais: ‘Um match em Palmeira’

Texto de autoria de Rogério Geraldo Lima, empresário, redator e radialista, Palmeira, produzido no âmbito do projeto Crônica dos Campos Gerais da Academia de Letras dos Campos Gerais



No Estádio João Chede, propriedade do Ypiranga Futebol Clube, de Palmeira, há 100 anos a bola rola no gramado e uma testemunha está lá desde o início desta história. É a arquibancada de madeira, em estilo arquitetônico inglês, um bem tombado como patrimônio histórico do Estado do Paraná, com episódios alegres e tristes impregnados em suas tábuas e vigas.

Os arquivos das memórias foram já deletados pelo implacável dedo do tempo. Imagino então um match de futebol dos primórdios, quando um polaco grandalhão inflava o peito para não ser vazado jogando de goal keaper, que um mulatinho ligeiro distribuía dribles desconcertantes e passes precisos, atuando como center half, e que um avantajado alemão fazia gols de cabeça e de canela na posição de center forward.

O match, como seria de supor, terminou em confusão generalizada. Por sinal, uma das maiores de todos os tempos nos limites dos rios Forquilha e Monjolo. Na etapa final, quando faltavam poucos minutos para o fim do prélio, o placar marcava 3 a 3 e o mulatinho fazia carnaval, driblando adversários de um lado para o outro, quando foi violentamente atingido por um beque adversário. Foul apitado pelo árbitro. Sem conter a dor, o jogador levantou-se e, célere, viu que o alemão sinalizava. Com precisão, colocou a bola na cabeça do avante, que a mandou para o gol. Adversários correram para reclamar ao apitador a invalidação do gol por offside. Porém, o referee, com cara de poucos amigos, incontinenti, deu como válido o goal.

Aí, acabou o jogo e seguiu-se um corre-corre nunca antes visto. Voadora e rabo- de-arraia para todo lado. O goleiro polaco acertou com a mão espalmada – e que mão! –  a cara de um adversário que se atreveu desafiá-lo e terminou estirado fora do campo. O alemão autor do gol fugiu, perseguido por torcedores do team adversário que o alcançaram, atingindo-o na região glútea com vários quicks. “Parrem de chutarrr meu punda”, implorava, choroso.

O mulatinho, sagaz, desapareceu em desabalada carreira após transpor, num jump, os trilhos da estrada de ferro. Permaneceu embrenhado no mato durante dias, tomando para si a culpa pelos acontecimentos daquele domingo de fuzarca.

A ficção ganha vida com o futebol e suas histórias, dada a riqueza cultural do nobre esporte bretão e da arquibancada centenária do Estádio João Chede. Não só de futebol o futebol vive, mas também é, há incontáveis décadas, pretexto e fonte inspiradora para a literatura. Como fez aqui este writer. E trila o apito final!

Confira seu horóscopo para esta quarta-feira (21/04)

Confira seu horóscopo para esta quarta-feira (21/04)...

Alep retoma sessão com presença em plenário

Alep retoma sessão com presença em plenário...

Conselho de PG é a favor de novo modelo de transporte

Conselho de PG é a favor de novo modelo de transporte...

Leandro quer abrir pequenos comércios aos domingos

Leandro quer abrir pequenos comércios aos domingos...

Capa da edição desta quarta-feira (21/04/2021) do JM

Capa da edição desta quarta-feira (21/04/2021) do JM...

PR prevê investimentos de R$ 50 bilhões em infraestrutura

PR prevê investimentos de R$ 50 bilhões em infraestrutura...

CPP do Valtão realiza terceira oitiva neste terça

CPP do Valtão realiza terceira oitiva neste terça...

Os atores do transporte público princesino.

Os atores do transporte público princesino....

Câmara fecha no feriado e retorna sessões na segunda

Câmara fecha no feriado e retorna sessões na segunda...

‘Vale dos Trilhos’ identificará o ecossistema de inovação de PG

‘Vale dos Trilhos’ identificará o ecossistema de inovação de PG...

População de PG tem pressa na imunização

População de PG tem pressa na imunização...

Dayane destaca planos para a geração de renda em Imbaú

Dayane destaca planos para a geração de renda em Imbaú...

AMCG reforça compromisso e união no combate à covid

AMCG reforça compromisso e união no combate à covid...

Stocco pede que Elizabeth vete projeto de lei do 'kit covid'

Stocco pede que Elizabeth vete projeto de lei do 'kit covid'...
Comentários

Deixe uma resposta

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Últimas Notícias

Capa do Dia

CHARGE DO DIA

REDES SOCIAIS