PUBLICIDADE

Sergio Moro critica polarização e define futuro em 10 dias

Em visita a Ponta Grossa, ex-juiz avalia o atual cenário das disputas presidenciais como “muito ruim” e propõe opções

Sergio Moro ainda não definiu a qual cargo irá concorrer nas eleições e realiza viagens pelo estado até o anúncio da definição.
Sergio Moro ainda não definiu a qual cargo irá concorrer nas eleições e realiza viagens pelo estado até o anúncio da definição. -

Em visita a Ponta Grossa, ex-juiz avalia o atual cenário das disputas presidenciais como “muito ruim” e propõe opções 

O ex-juiz federal e ex-Ministro da Justiça Sergio Moro visitou a cidade de Ponta Grossa nesta quarta-feira (29) e concedeu entrevista ao Portal aRede. Ainda sem definir a qual cargo irá concorrer nas eleições de outubro, Moro lamentou o atual cenário das disputas presidenciais em que Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL) lideram nas pesquisas eleitorais. 

“Não vou mentir. Acho muito ruim esse cenário para a população brasileira. Sou contra os dois extremos e acho que a gente tinha que buscar uma proposta que unifique o país. As pessoas querem solução para os problemas delas. Querem emprego, renda, saúde, educação e querem, principalmente, confiança. Se você elege alguém, você confia que a pessoa vai fazer o melhor dela para representar bem a população. E, quando você tem o cenário de polarização, você obscurece até as propostas”, disse Moro. 

De acordo com o ex-ministro, a definição do cargo ao qual irá concorrer em outubro deve acontecer nos próximos dez dias. Atualmente, Sergio Moro lidera as pesquisas por uma cadeira no Senado no Paraná, segundo levantamento feito pelo instituto Real Time Big Data. Entretanto, o ex-juiz avalia também a possibilidade de concorrer ao Governo do Estado. Independente do cargo, Moro já tem pronto um ‘plano de governo’ para apresentar e as viagens pelo estado do Paraná devem subsidiar o plano a ser lançado nas próximas semanas. 

“A gente tem circulado o estado do Paraná e evidentemente essa viagem a Ponta Grossa se insere nesse contexto. Na verdade, eu tenho uma ligação com Ponta Grossa. Meus pais são daqui. Então, tem sido bastante gratificante. Me dispus a percorrer o Paraná para ouvir as pessoas. Acho que a política tem muito isso, você tem que primeiro aprender a ouvir o que as pessoas querem, o que elas esperam dos políticos”, ressaltou Sergio Moro.

O “plano de governo” montado por Moro é baseado em cinco eixos: combate à corrupção; segurança; geração de empregos; saúde e educação; e princípios e valores. A pesquisa da Big Data mostra, na disputa pelo Senado, Moro 7 pontos à frente do até de Alvaro Dias (Podemos). O ex-juiz aparece com 30% das intenções contra 23 pontos de Dias. 

Receptividade 

Após a visita a Ponta Grossa, Moro destacou a receptividade da cidade. Durante os encontros, o ex-juiz comentou sobre a conexão que tem com o município. “É uma cidade que me traz saudosas lembranças. Era aqui que eu passava o Natal com a minha família e frequentava a praça pra ver os animais do zoológico”, lembrou.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

MAIS DE POLÍTICA

HORÓSCOPO

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

DESTAQUES

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

MIX

HORÓSCOPO

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

BOLA