TJPR declara nula sentença no caso Diários Secretos

Busca e apreensão determinada por autoridade incompetente violou o princípio da separação e harmonia entre os Poderes e o princípio do juiz natural

Nesta quinta-feira (30), a 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) declarou nulas as provas utilizadas no processo do caso conhecido como Diários Secretos, encerrando o julgamento iniciado em dezembro de 2019. 

A defesa do ex-diretor da Assembleia Legislativa do Estado (Alep) recorreu de uma decisão desfavorável ao réu dada em agosto de 2019 pela 2ª Câmara Criminal. Na época, foi decidido que a busca e apreensão de documentos (determinada por Juiz Substituto de 1ª Instância e ocorrida na sede do Poder Legislativo estadual) não violou o princípio da separação dos Poderes. “A diligência foi legal e autorizada por autoridade competente. Em momento algum se atuou de modo a afetar a atividade de parlamentar que detém prerrogativa de foro pelo exercício de função pública”, destacou, em seu voto, o Desembargador Relator da 2ª Câmara Criminal.

Ilicitude das provas derivadas de busca e apreensão ilegal

Com base no único voto que beneficiava o ex-diretor, o caso foi levado pela defesa do réu para análise dos Desembargadores da 1ª Câmara Criminal. O advogado do ex-diretor da Alep sustentou, em dezembro, que as provas utilizadas no feito foram obtidas por meio de uma busca e apreensão ordenada por magistrado incompetente. Segundo a defesa, tal ato ofenderia a harmonia entre os Poderes do Estado e o princípio do juiz natural, já que a ordem de busca e apreensão deveria ter sido determinada pelo Órgão Especial (OE) do TJPR. Caso a nulidade fosse reconhecida, uma nova sentença deveria ser proferida com base em outros elementos de prova, já que o material colhido anteriormente seria considerado ilícito.

Na 1ª Câmara Criminal, o Desembargador Clayton Camargo, Relator dos embargos infringentes, declarou que “parlamentares só podem ser processados perante o Órgão Especial do TJPR. No caso, não se pode negar: houve afrontosa ofensa ao princípio da independência e harmonia entre os poderes, além de notória usurpação de competência deste egrégio Tribunal de Justiça”. O Magistrado destacou que a nulidade da ordem judicial emanada de autoridade incompetente implica nulidade de todos os atos dela derivados, contaminando todas as provas dos autos. 

“Não resta alternativa que não seja reconhecer a nulidade do ato constitucionalmente ilegal, pois a apreensão, eivada de ilicitude na origem e no destino, não tem salvamento constitucional e é absolutamente inadmissível no processo”, ponderou o Relator, aplicando a “Teoria dos frutos da árvore envenenada”.

Por maioria de votos, a 1ª Câmara Criminal do TJPR acolheu os embargos e declarou nulas todas as provas  contra o ex-diretor da Assembleia, Abib Miguel, o “Bibinho”, obtidas por meio da busca e apreensão em discussão. Por consequência, a sentença condenatória proferida pela 9ª Vara Criminal da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba também foi declarada nula. A decisão impôs o retorno dos autos à origem para que nova decisão seja proferida com base em elementos de prova diversos.

Sexta às Seis: o ‘trintão’ que faz parte da cena cultural de PG

Sexta às Seis: o ‘trintão’ que faz parte da cena cultural de PG...

Confira seu horóscopo para esta segunda-feira (03/01)

Confira seu horóscopo para esta segunda-feira (03/01)...

Vagas na Agência do Trabalhador para sábado (03/02)

Vagas na Agência do Trabalhador para sábado (03/02)...

Confira seu horóscopo para este sábado (01/02)

Confira seu horóscopo para este sábado (01/02)...

Confira a coluna RC deste sábado (01/02)

Confira a coluna RC deste sábado (01/02)...

Charge da edição deste fim de semana (01, 02 e 03/02/2020) do JM

Charge da edição deste fim de semana (01, 02 e 03/02/2020) do JM...

Aliel visita municípios e se reúne com lideranças durante o recesso

Aliel visita municípios e se reúne com lideranças durante o recesso...

Elizabeth Schmidt participa de inauguração de escola florestal

Elizabeth Schmidt participa de inauguração de escola florestal...

Rudolf Polaco atende a população com ‘Gabinete Móvel’ no Calçadão

Rudolf Polaco atende a população com ‘Gabinete Móvel’ no Calçadão...

Sojicultores da região devem colher 2,12 mi de toneladas

Sojicultores da região devem colher 2,12 mi de toneladas...

Capa da edição deste fim de semana (01, 02 e 03/02/2020) do JM

Capa da edição deste fim de semana (01, 02 e 03/02/2020) do JM...

Vereadores já discutem formação de comissões na Câmara

Vereadores já discutem formação de comissões na Câmara...

Boletos do IPTU começam a ser distribuídos neste mês

Boletos do IPTU começam a ser distribuídos neste mês...

Um índice de respeito

Um índice de respeito...
Comentários

Deixe uma resposta

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Últimas Notícias

Capa do Dia

CHARGE DO DIA

REDES SOCIAIS