Potencial de consumo de PG atinge R$ 8,9 bi

Município cresceu 10 posições no ranking nacional e ultrapassou Cascavel e São José dos Pinhais no Paraná 


Ponta Grossa contraria a média nacional, e mesmo diante da maior crise das últimas décadas, ocasionada pelo novo coronavírus, registra um aumento no potencial de consumo para 2020. A informação é do estudo IPC Maps, realizado anualmente pela IPC Marketing Editora. O levantamento aponta que a soma da movimentação econômica no município deverá atingir a marca de R$ 8,91 bilhões neste ano, quase R$ 200 milhões acima dos R$ 8,72 bilhões projetados para 2019. Por motivos de comparação, por exemplo, o Brasil reduziu seu potencial de consumo de R$ 4,69 trilhões (2019) para R$ 4,46 tri em 2020, ou seja, uma perda superior a R$ 230 bilhões. Tal desempenho fez com que Ponta Grossa subisse no ranking nacional, e superasse duas cidades paranaenses, chegando à quarta posição estadual.

Como destaca Marcos Pazzini, diretor da IPC Marketing Editora, isso aconteceu porque o município elevou seu Índice de Potencial de Consumo, que correspondia a 0,186% do total do consumo nacional, e agora, em 2020, passa a representar 0,199%. “Apesar do cenário ruim previsto para 2020, Ponta Grossa teve o aumento nos valores de potencial de consumo. Era de 0,18% e agora de quase 0,2%: é um ganho significativo de participação. O fato de Ponta Grossa estar com um valor acima do ano passado é destaque, porque os valores nacionais estão abaixo”, avalia Pazzini.

No Paraná, Ponta Grossa superou Cascavel, que estava na quarta colocação e agora tem uma projeção de queda de aproximadamente R$ 900 milhões no potencial de consumo para 2020, de R$ 9,6 bilhões em 2019 para R$ 8,7 bilhões neste ano, reduzindo a participação nacional de 0,204% para 0,195%; e também superou São José dos Pinhais, que embora tenha ampliado o percentual de 0,187% para 0,193%, teve uma redução de R$ 8,8 para R$ 8,6 bilhões no seu potencial de consumo. Maringá, terceira colocada, registrou uma perda de R$ 15,6 bilhões para R$ 13,4 bilhões. Em âmbito nacional, Ponta Grossa escalou dez posições, da 78ª para a 68ª entre as cidades brasileiras com o maior potencial de consumo.

Questionado sobre os motivos que mantiveram Ponta Grossa acima das médias nacional e estadual, Pazzini ressalta uma das características econômicas do municipal. “Ponta Grossa é muito forte no âmbito industrial, que se destaca no Paraná. Mas tem uma grande participação do agronegócio. É um setor que, apesar das crises, consegue se manter em ascendência. Então, de repente, nesse momento Ponta Grossa está tendo um bom momento no agronegócio, associado à agroindústria, e aí acabou se beneficiando, e aí houve esse ganho”, informa.


Potencial cresce junto à classe ‘B’

O levantamento traz o detalhamento do consumo por classes sociais. De acordo com o estudo, houve um acréscimo de consumo entre as famílias enquadradas na Classe B, que são aquelas com a renda média mensal entre R$ 5,6 mil e R$ 11,2 mil. O estudo mostra que 42,9% do total de consumo da região (R$ 3,7 bilhões) está concentrado nesta faixa – no ano passado era R$ 3,13 bilhões; ou 36,5%. Na sequência aparece a classe C, com renda média entre R$ 1,7 mil e R$ 3 mil, que deverão movimentar R$ 3,1 bilhões em 2020 (ou 35,9% do total); no ano passado a classe C movimentou cerca de R$ 3,5 bilhões, correspondendo 41,4%. Entre as famílias da classe A (média de R$ 15 mil), está mantido o montante de R$ 1,26 bilhão, mesmo com uma redução no número de domicílios desta classe, de 3,2 mil para 2,5 mil. “Houve ganhos nos valores de consumo per capita por domicílio em 26%. Houve migração de domicílios para a Classe B, o que significa que ficaram na classe A os mais ricos”.

Governo começa notificar servidores que pediram auxílio

Governo começa notificar servidores que pediram auxílio...

Panificadora da Maria oferta buffet colonial conforme normas de saúde

Panificadora da Maria oferta buffet colonial conforme normas de saúde...

Agronegócio impulsiona atividades econômicas na região

Agronegócio impulsiona atividades econômicas na região...

Produção industrial tem em abril maior queda em 18 anos

Produção industrial tem em abril maior queda em 18 anos...

Pré-congresso do ADM traz gestores da Prestes

Pré-congresso do ADM traz gestores da Prestes...

Digital Agro ganha plataforma para promoção de conteúdo

Digital Agro ganha plataforma para promoção de conteúdo...

Decreto da Prefeitura busca ajudar motoristas de van

Decreto da Prefeitura busca ajudar motoristas de van...

Sloboda aumenta restrições em Jaguariaíva por conta da Covid-19

Sloboda aumenta restrições em Jaguariaíva por conta da Covid-19...

Artista de PG cria tirinhas de herói brasileiro na pandemia

Artista de PG cria tirinhas de herói brasileiro na pandemia...

Programa ‘Destaque’ recebe artistas nacionais em PG

Programa ‘Destaque’ recebe artistas nacionais em PG...

Oficinas terá abastecimento de água interrompido nesta quarta

Oficinas terá abastecimento de água interrompido nesta quarta...

Florenal Zero Hora atende do café da manhã ao jantar

Florenal Zero Hora atende do café da manhã ao jantar...

PR ultrapassa 5 mil casos de Covid-19 e registra 199 óbitos

PR ultrapassa 5 mil casos de Covid-19 e registra 199 óbitos...

Coca-Cola doa 24 mil garrafas de água para HU

Coca-Cola doa 24 mil garrafas de água para HU...
Comentários

Deixe uma resposta

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Últimas Notícias

Capa do Dia

CHARGE DO DIA

REDES SOCIAIS