O que fazer na saúde para termos um 2022 mais tranquilo?

Por Everson Krum 

Começamos o ano de 2022 com problemas conhecidos e que não foram solucionados nos últimos anos no setor da Saúde em Ponta Grossa e nos Campos Gerais. Em termos de comparação, começamos 2022 em uma condição muito melhor no que diz respeito à Pandemia da Covid-19 graças à vacinação. Porém, não podemos esquecer de homenagear os que nos deixaram, vítimas dessa doença e de suas famílias, além de redobrar os cuidados com novas variantes que se impõem.
Primeiro, vamos aos dados: Quando comparamos os índices de vacinados com os números de internamentos e óbitos, podemos nos orgulhar da vitória nesta batalha - mesmo com o número crescente de contaminação, o índice de internamentos e casos graves caiu drasticamente. Mas a guerra ainda não acabou. Vamos continuar vacinando a população com doses de reforço, que se mostram tão necessárias, especialmente com as novas variantes.
Neste sentido, temos que render elogios às incansáveis equipes de vacinação pela enorme dedicação e profissionalismo, superando o medo, o cansaço e honrando seus juramentos de bem servir ao paciente e ao próximo. O avanço das doses de reforço associada à vacinação de crianças deve proporcionar um cenário muito favorável ainda no primeiro trimestre do ano.
Se houver a repetição do modelo epidemiológico que ocorreu em outras cidades, teremos a epidemia de gripe Influenza, denominada de variante Darwin, pressionando nosso sistema de saúde por no máximo 50 dias. Após esse período, deveremos ter a situação em calmaria, com menos casos e sem pressão sobre a rede de atendimentos.
Portanto, na próxima campanha de vacinação só nos resta uma escolha: vacina no braço, novamente! Relembrando que o objetivo de qualquer vacina é o de prevenir contra os casos graves, evitando internamentos e óbitos. Diante disso, que sirva de aprendizado, que vacina boa é vacina no braço, inclusive contra gripe.
No que diz respeito à Saúde Básica, em Ponta Grossa e nos Campos Gerais permanecem as dificuldades em ofertar consultas e exames nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), também conhecidas como "postinhos". Isso acontece principalmente quando tratamos da oferta de exames, consultas e procedimentos especializados,  incluindo cirurgias eletivas.
Na Atenção Básica, é fundamental aumentar a oferta de médicos, superando a escassez e o desinteresse, além de fortalecer a oferta de medicamentos, coletas de exames, infraestrutura e horários de atendimento nas UBS. Um dado preocupante é que teremos somente 04 médicos pelo Programa Médicos pelo Brasil, quando já chegamos a ter 60 bolsistas no Mais Médicos. É ainda essencial contar com o apoio das Estratégias Saúde da Família, sob pena de termos ainda mais procura por atendimentos nas já sobrecarregadas e superlotadas estruturas das UPAs Santa Paula e Santana.
Estas estruturas estão sob pressão popular e da mídia, o que causa grandes dificuldades no atendimento com resolutividade dos casos que são acolhidos pelos profissionais. Se não houver descentralização e melhoria do atendimento nos bairros e vilas, a situação continuará insustentável a curto prazo
Outro aspecto que precisa ser levado em conta diz respeito às consultas especializadas que sempre representaram um déficit no Sistema Único de Saúde (SUS). Com a experiência exitosa da TeleMedicina na Pandemia, uma saída para ampliar a oferta de atendimento por especialistas seria justamente usar a tecnologia para aumentar a oferta de consultas e diminuir a grande fila de espera.
É possível sim, com ética e legalidade, oferecer consultas à distância, com o uso de tecnologias, possibilitando aproximar por meios eletrônicos, médicos e profissionais de saúde com pacientes.  Com isso, otimizamos o tempo e deslocamento de doentes de outros municípios
Neste cenário, teríamos ganhos de eficiência e agilidade em atendimento que ajudariam a diminuir as filas de consultas com especialistas. Com investimentos em infraestrutura, treinamentos e utilização de modelos já adotados em outras cidades, é possível ter um grande avanço para diminuição das filas de consultas com especialistas com um custo financeiro relativamente baixo e acessível.


Everson Krum é Vice-reitor da UEPG e ex-diretor do HU-UEPG

Sanches Neto vence eleição e é reeleito reitor da UEPG

Atual reitor da universidade pública ficará à frente da Instituição por mais quatro anos; seu novo v ...

Confira a coluna RC desta quinta-feira (14/04)

Confira a coluna RC desta quinta-feira (14/04) ...

Veja fotos da comemoração da vitória de Sanches Neto

A chapa comandada por Miguel Sanches Neto, ‘Sempre UEPG’, obteve1.004 votos ...

Inscrições do 34º Festival da Canção encerram em 17 de abril

Para participar do 34º FUC, os inscritos devem enviar um e-mail para [email protected], com a ...

Comércios de rua fecham neste feriado em Ponta Grossa

As lojas do shopping atendem na sexta-feira das 14h às 20h, sábado das 10h às 22h e no domingo fecha ...

Operação Semana Santa começa nesta quinta-feira

PRF reforça efetivo e dá dicas de segurança para motoristas ...

Crianças da Coronel Cláudio recebem kits de páscoa

Doces foram arrecadados em ingresso solidário nas apresentações da Semana Bruno e Maria Enei ...

Publicidade Legal - 14/04/2022

Publicidade Legal - 14/04/2022 ...

Governo anuncia reajuste de 5% para servidores federais

Impacto nas contas públicas poderá chegar a R$ 5,8 bilhões neste ano; com o anúncio, será necessário ...

Novo pedágio do PR pode isolar municípios, dizem especialistas

Audiência promovida pela Assembleia Legislativa apresentou estudo sobre impactos da modelagem de con ...

Deputados apontam problemas sobre novo pedágio do Paraná

Audiência pública debateu o documento elaborado pelo Instituto de Tecnologia de Transportes e Inovaç ...

Prefeitura suspende licitação para atualizar radares de PG

Poder Executivo investiria mais de R$ 8,5 milhões; empresa alega que exigências do “Edital não traze ...

Páscoa: é tempo de reorganizar a rota para seguir atualizado

Páscoa: é tempo de reorganizar a rota para seguir atualizado ...

‘Mercadão’ deve ficar pronto até o bicentenário de PG

‘Mercadão’ deve ficar pronto até o bicentenário de PG ...
Comentários

Deixe uma resposta

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Últimas Notícias

Capa do Dia

REDES SOCIAIS