ANTT informa TCU sobre riscos em novo contrato do pedágio

Agência reconhece que há perigo de aumento de tarifas e de poucos participantes na disputa pelos lotes

Em resposta aos questionamentos feitos pelo Tribunal Contas da União (TCU) sobre falhas no processo licitatório do novo pedágio no Paraná, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) reconhece que há risco de aumento de tarifas e de poucos participantes na disputa pelos seis lotes. O alerta foi feito pelo deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) nessa sexta-feira (14).

“São situações preocupantes que comprovam que todo esse projeto montado pelo Governo Federal precisa ser revisto. Há o risco de as rodovias do Paraná ficarem, mais uma vez, na mão das mesmas empresas que não cumpriram contratos resultando em tarifas altas e prejuízos para toda a economia”, afirma Romanelli.

Em dezembro, o TCU questionou a ANTT sobre a ausência de informações sobre obras não executadas ou em execução, estudos atualizados do fluxo de veículos em razão da ampliação da malha ferroviária e dados mais conclusivos em relação ao formato do leilão.

Tarifas

Na resposta, em forma de nota técnica encaminhada ao TCU na quarta-feira (12), a ANTT informa que há possibilidade de aumento nas tarifas causado pelas chamadas “obras de terceiros”. São obras que estão sendo realizadas pelo DER, por meio de convênios ou decorrentes de acordos de leniência ou determinação judicial em trechos que compõe o programa de concessão.

“É prerrogativa do Poder Concedente alterar unilateralmente o contrato para inclusão de investimentos, inclusive as obras de terceiros previstas no contrato. Caso seja atribuída responsabilidade não prevista inicialmente, será realizada a recomposição do equilíbrio econômico financeiro do contrato”, aponta o documento redigido pelos técnicos da Agência.

Concentração

Questionada pelo TCU sobre o modelo de licitação, a ANTT também reconhece que o setor de infraestrutura rodoviário está “relativamente concentrado o que se reflete no número de players (2) participantes dos últimos certames a nível federal”.

Frente ao cenário macroeconômico e a situação política do país, o deputado Romanelli afirma ser improvável a presença de empresas internacionais na licitação. Apesar de a ANTT afirmar que sondagens de mercado indicam que novos grupos estão estudando o programa.

“A inflação que estamos vivendo, as incertezas na gestão do país e o risco Bolsonaro não trazem investimentos estrangeiros para o Brasil. Estaremos na mão de dois grupos tradicionais, empresas que conhecemos bem aqui no Paraná e que, infelizmente, não são cumpridoras de contratos”.

A ANTT informa ainda que planeja publicar um único edital para os seis lotes rodoviários e realizar leilões sequenciais e não simultâneos. “Como mencionado, os seis lotes são ‘conectados’, dado que fazem parte da mesma malha estadual e foram modelados conjuntamente”, traz a nota técnica.

Com informações: Assembleia Legislativa do Paraná.

Sanches Neto vence eleição e é reeleito reitor da UEPG

Atual reitor da universidade pública ficará à frente da Instituição por mais quatro anos; seu novo v ...

Confira a coluna RC desta quinta-feira (14/04)

Confira a coluna RC desta quinta-feira (14/04) ...

Veja fotos da comemoração da vitória de Sanches Neto

A chapa comandada por Miguel Sanches Neto, ‘Sempre UEPG’, obteve1.004 votos ...

Inscrições do 34º Festival da Canção encerram em 17 de abril

Para participar do 34º FUC, os inscritos devem enviar um e-mail para [email protected], com a ...

Comércios de rua fecham neste feriado em Ponta Grossa

As lojas do shopping atendem na sexta-feira das 14h às 20h, sábado das 10h às 22h e no domingo fecha ...

Operação Semana Santa começa nesta quinta-feira

PRF reforça efetivo e dá dicas de segurança para motoristas ...

Crianças da Coronel Cláudio recebem kits de páscoa

Doces foram arrecadados em ingresso solidário nas apresentações da Semana Bruno e Maria Enei ...

Publicidade Legal - 14/04/2022

Publicidade Legal - 14/04/2022 ...

Governo anuncia reajuste de 5% para servidores federais

Impacto nas contas públicas poderá chegar a R$ 5,8 bilhões neste ano; com o anúncio, será necessário ...

Novo pedágio do PR pode isolar municípios, dizem especialistas

Audiência promovida pela Assembleia Legislativa apresentou estudo sobre impactos da modelagem de con ...

Deputados apontam problemas sobre novo pedágio do Paraná

Audiência pública debateu o documento elaborado pelo Instituto de Tecnologia de Transportes e Inovaç ...

Prefeitura suspende licitação para atualizar radares de PG

Poder Executivo investiria mais de R$ 8,5 milhões; empresa alega que exigências do “Edital não traze ...

Páscoa: é tempo de reorganizar a rota para seguir atualizado

Páscoa: é tempo de reorganizar a rota para seguir atualizado ...

‘Mercadão’ deve ficar pronto até o bicentenário de PG

‘Mercadão’ deve ficar pronto até o bicentenário de PG ...
Comentários

Deixe uma resposta

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Últimas Notícias

Capa do Dia

REDES SOCIAIS