'Lei do ex' ataca e Furacão vence o São Paulo na Arena

Athletico chega a perder um pênalti, mas não desperdiça o segundo e volta a vencer na Série A

Athletico chega a perder um pênalti, mas não desperdiça o segundo e volta a vencer na Série A
Athletico chega a perder um pênalti, mas não desperdiça o segundo e volta a vencer na Série A -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

A lei do ex fez mais uma vítima no Brasileirão. Na tarde deste domingo (31), o Athletico bateu o São Paulo por 1 a 0, na Arena da Baixada, pela abertura do returno da Série A. Vitor Bueno, ex-Tricolor, de pênalti, fez o gol que garantiu a vitória Rubro-Negra.

O resultado fez o Furacão retornar ao G4 do Campeonato, com 34 pontos. Já o time paulista parou nos 26 pontos e caiu para a décima colocação. O próximo compromisso athleticano é pela Libertadores. Na quinta-feira (4), a equipe recebe o Estudiantes, em Curitiba, pela partida de ida das quartas de final da competição.

Athletico tenta ditar o ritmo e tem gol anulado no primeiro tempo

Sétimo melhor mandante, o Athletico procurou colocar o seu ritmo na Arena da Baixada. Com a posse, a equipe buscou encaixar as jogadas pelo lado direito, com Canobbio pelo setor. Já o São Paulo se defendeu bem, fechou os espaços e com escapadas no setor ofensivo. Um duelo equilibrado.

Aos 20′, o Furacão chegou a abrir o placar. Porém, após o auxílio do VAR, o árbitro Marcelo de Lima Henrique assinalou o impedimento de Vitor Roque no lance. O jogo esfriou na reta final do primeiro tempo, sem tantas chances no ataque. Aos 46′, o Rubro-Negro quase marcou. Roque recebeu na área, fez o corte e finalizou. Felipe Alves, com um tapa, evitou o que seria o primeiro gol.

Furacão marca e volta ao G4 do Brasileirão

Na volta do intervalo, os times voltaram com modificações. Felipão colocou Pedrinho na vaga de Abner Vinícius no lado Rubro-Negro. Já Rogério Ceni optou por Calleri, Igor Gomes e Léo Pelé em campo. Titulares que foram preservados na escalação inicial.

Aos 4′, o Furacão teve a oportunidade de sair na frente. Em saída de bola, o goleiro Felipe Alves errou o domínio, e Vitor Roque recuperou a bola. Ao avançar, o goleiro derrubou o atacante na área. Pênalti marcado. Thiago Heleno foi para a cobrança e mandou uma pancada no meio do gol. Alves, com a perna, fez a defesa.

O duelo ficou movimentado na segunda etapa, com o time athleticano melhor. Aos 20′, Canobbio avançou pela direita, ganhou de dois marcadores e foi derrubado. Após a ajuda do VAR, ficou claro que o lance aconteceu na linha da área. Mais um pênalti para o Furacão. Desta vez, Vitor Bueno cobrou e não desperdiçou. 1 a 0.

A partida esquentou na reta final. Em vantagem, o Athletico se manteve melhor e tentou explorar os espaços deixados pelo São Paulo, que se lançou ao ataque. Em bela jogada de Fernandinho, ele deu lindo passe para Vitinho ficar na cara do gol. Porém, Felipe Alves saiu do gol e conseguiu fazer a defesa.

Na base da pressão, o Tricolor ficou com a posse nos últimos minutos. No entanto, não foi o suficiente para buscar o empate. Já o Furacão terminou o jogo com dez jogadores em campo pela lesão de Cirino, mas segurando o resultado na Baixada. 1 a 0.

As informações são da Rádio Banda B