Torcida do Operário cria ‘disk-balada’ para rastrear atletas

Trem Fantasma disponibiliza o número de whatsapp 42-9 9997-4887 para receber informações sobre jogadores que gostam de uma noitada

Torcida Trem Fantasma cria disque-denúncia para pegar jogador baladeiro
Torcida Trem Fantasma cria disque-denúncia para pegar jogador baladeiro -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Trem Fantasma disponibiliza o número de whatsapp 42-9 9997-4887 para receber informações sobre jogadores que gostam de uma noitada

Em péssima fase no Brasileirão da Série B e na porta da zona do rebaixamento, o Operário Ferroviário busca oxigênio para conseguir respirar na competição nacional. Neste início da semana, o Grupo Gestor confirmou o retorno do técnico Matheus Costa. O time volta a campo no próximo sábado, contra a Ponte Preta, em Campinas.

A volta de Matheus coincide com o aumento da insatisfação dos torcedores com a baixa produtividade em campo. Insatisfeita com o rendimento da equipe, a Trem Fantasma, a mais importante torcida organizada do Operário anunciou a criação do ‘Disk-Balada’ que, entre outros objetivos, vai rastrear os passos dos atletas que gostam da noitada. ‘Viu o jogador do Operário em balada, entre em contato pelo nosso whatsapp 42-9 9997-4887’, assinalam os torcedores.

Imagem ilustrativa da imagem Torcida do Operário cria ‘disk-balada’ para rastrear atletas

A Trem Fantasma pede que, na eventual localização de um jogador em festinha, a pessoa deve mandar a localização, indiferente o dia e o horário. “O resto é com a gente. Ou joga por amor, ou joga por terror’, assinalam. Jogador sem compromisso vai ser muito cobrado de agora em diante.

Na noite de segunda-feira (25), Operário Ferroviário e Tombense (MG) ficaram no 0 a 0 pelo fechamento da 20ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com mais um tropeço jogando no Estádio Germano Krüger, o Fantasma está na 16ª e última posição antes na zona de rebaixamento da competição nacional.

O alvinegro de Vila Oficinas chega aos 21 pontos e só não caiu para a 17ª colocação do torneio porque o CSA, que tinha os mesmos 20 pontos do Operário antes do início das partidas desta segunda, foi até o interior catarinense e perdeu para o Criciúma de virada por 2 a 1. “É o momento de trabalhar mais e falar menos. Nosso torcedor nos apoiou, mas não conseguimos fazer o gol mesmo com boas chances criadas”, disse o atacante Paulo Sérgio, que voltou ao time após quase um mês fora da equipe por conta de lesão.

Depois de sair do gramado sob vaias e protestos da torcida, o time do interino Sandro Forner precisa retomar a confiança para o duelo deste sábado (30), fora de casa, contra a Ponte Preta.