PUBLICIDADE

Mais de 110 mil veículos já foram vendidos pela ‘Carteira Digital’

Funcionalidade lançada em março de 2022 permite transação de compra e venda eletrônica dispensando o reconhecimento de firma em cartório

Funcionalidade foi lançada em março de 2022 na Carteira Digital de Trânsito (CDT)
Funcionalidade foi lançada em março de 2022 na Carteira Digital de Trânsito (CDT) -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Você sabia que a Carteira Digital de Trânsito (CDT) também pode permitir a transação de compra e venda do veículo? A chamada “Venda Digital”, funcionalidade lançada em março de 2022, já ultrapassou a marca de 110 mil negócios realizados. Na maioria dos casos, não foi necessário o reconhecimento de firma no cartório, já que a própria CDT realizou a validação das identidades do comprador e do vendedor. No entanto, para a transferência da propriedade, é necessário o comparecimento ao Detran, já que a legislação de trânsito exige o procedimento de vistoria.

A funcionalidade está disponível em 16 estados do País: Acre, Bahia, Ceará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, São Paulo, e Sergipe. A tecnologia é uma iniciativa conjunta entre Serpro, Ministério da Infraestrutura (MInfra) e Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran).

Como funciona

Pelo ambiente da Carteira Digital de Trânsito, o vendedor indica o CPF do comprador e manifesta a intenção de venda. O Detran de registro do veículo toma conhecimento e permite a geração da ATPVe (Autorização para Transferência da Propriedade do Veículo), que aparece na CDT e é assinado eletronicamente por ambas as partes. 

A transação é segura, exigindo a autenticação no 'gov.br' e biometria facial para a assinatura digital. Também não há impedimentos de que o usuário siga o processo tradicional, imprimindo a ATPVe e levando a um cartório para assinatura de próprio punho com reconhecimento de firma.

A Venda Digital está disponível para proprietários e futuros proprietários de veículos com documentos emitidos a partir de 4 de janeiro de 2021, data em que o antigo Documento Único de Transferência (DUT) foi substituído pela versão digital, a ATPV-e. Ao todo, mais de 27 milhões de pessoas possuem documentos emitidos a partir desta data.

Com informações: assessoria de imprensa.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE