PUBLICIDADE

Aeronautas suspendem greve até domingo para análise de nova proposta

Os profissionais cruzaram os braços em aeroportos brasileiros ao longo de toda a semana, das 6h às 8h

Pilotos, copilotos e comissiários de bordo levantaram placas com reivindicações no Aeroporto Internacional de Brasília
Pilotos, copilotos e comissiários de bordo levantaram placas com reivindicações no Aeroporto Internacional de Brasília -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) suspendeu, no fim da noite dessa sexta-feira (23/12), a greve da categoria em aeroportos brasileiros. Dessa forma, pilotos, copilotos e comissários de bordo retomam o trabalho normal das 6h deste sábado (24) até meio-dia de domingo (25). A paralisação começou na segunda-feira (19), quando, diariamente, os aeronautas cruzaram os braços das 6h às 8h, causando atrasos e cancelamentos de voos.

O período de suspensão da paralisação refere-se à convocação do SNA para análise de nova proposta apresentada pelas empresas. Ela prevê reajuste de 6,97% nos salários fixos e variáveis, a incidir também nas diárias nacionais (R$ 94,96), no vale-alimentação (R$ 495,50), piso salarial, seguro e na multa por descumprimento da convenção. O teto para recebimento do vale-alimentação passaria a R$ 5.989,87.

Os reajustes propostos não incidem nas diárias internacionais, mas a proposta prevê também a definição do horário de início das folgas e indenização por descumprimento por parte das empresas e a possibilidade de início de férias em sábados, domingos e feriados, bem como a renovação na íntegra das demais cláusulas sociais.

A paralisação atinge os aeroportos de São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas, Porto Alegre, Brasília, Belo Horizonte e Fortaleza.

Confira a matéria completa no Metrópoles 

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE