PUBLICIDADE

Ponte da Integração passa por teste de carga com seis caminhões

Ensaio Dinâmico, como é chamado o procedimento operacional, consiste na passagem de veículos com diferentes velocidades e sentidos para testar a estrutura. Ele foi realizado no último mês e é um dos destaques do boletim informativo que acompanha as obras.

Este ensaio tem como objetivo a obtenção dos parâmetros dinâmicos reais da obra. Foram utilizados seis caminhões betoneiras carregados com aproximadamente 30 toneladas de brita cada um.
Este ensaio tem como objetivo a obtenção dos parâmetros dinâmicos reais da obra. Foram utilizados seis caminhões betoneiras carregados com aproximadamente 30 toneladas de brita cada um. -

Agência Estadual de Notícias

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Com estrutura concluída, a Ponte da Integração Brasil-Paraguai, em Foz do Iguaçu, na região Oeste, passou por um teste de carga executado pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), responsável pela obra. O Ensaio Dinâmico, como é chamado o procedimento operacional, consiste na passagem de veículos com diferentes velocidades e sentidos para testar a estrutura. Ele foi realizado no último mês e é um dos destaques do boletim informativo que acompanha as obras.

Este ensaio tem como objetivo a obtenção dos parâmetros dinâmicos reais da obra. Foram utilizados seis caminhões betoneiras carregados com aproximadamente 30 toneladas de brita cada um. 

O documento também explora o andamento das obras na nova rodovia de acesso à Ponte da Integração. Esta é a segunda parte do projeto, que irá efetivar a liberação do tráfego de veículos. O pacote inclui uma ligação entre a BR-277 e o trevo de acesso para a Argentina, por onde será desviado o tráfego dos veículos pesados que circulam entre os dois países. O complexo já recebeu um aporte de R$ 18,7 milhões, recursos da Itaipu.

Em dezembro, foi dada continuidade aos serviços de terraplanagem e drenagem, concentrados nos platôs das aduanas (paraguaia e argentina), na interseção do acesso à ponte da Rodovia Tancredo Neves, e na pista central. 

Também estão avançando os serviços na base do novo pavimento, com lançamento de camada de bloqueio, além da implantação de dispositivos de drenagem da perimetral e da aduana paraguaia. E foram concretadas quatro vigas longarinas do novo viaduto da BR-277, com outras oito previstas. A obra está 18,05% concluída.

ESTRUTURA FINALIZADA

A estrutura da Ponte da Integração já está finalizada, restando apenas os acabamentos finais que estão em execução, como a instalação dos guarda-corpos interno e externos.

Nesta terça-feira (20), o governador Carlos Massa Ratinho Junior esteve em Foz do Iguaçu para fazer a vistoria da nova ponte de ligação entre os dois países. Também participaram o secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Fernando Furiatti, além do diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, Anatalício Risden, e do ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida.

Nova ligação entre Brasil e Paraguai, a Ponte da Integração promete também fomentar ainda mais o turismo na região. “A ponte está estruturalmente 100% concluída. Ainda há alguns detalhes que estão sendo finalizados, como questões da iluminação cênica, que não estava prevista originalmente, mas nós incluímos. Teremos aquela iluminação colorida para a noite, sendo mais uma atração em Foz do Iguaçu. É um marco para a cidade”, afirmou Furiatti.

A Ponte da Integração foi construída sobre o Rio Paraná, no bairro Porto Meira, próximo à Tríplice Fronteira do Brasil, Paraguai e Argentina. No lado paraguaio, a obra fará ligação com o município de Presidente Franco, vizinho de Cidade de Leste, onde fica localizada a Ponte Internacional da Amizade.

O projeto, iniciado em 2019, é resultado de uma parceria entre Governo do Paraná, governo federal e a Itaipu Binacional, com a hidrelétrica responsável pelos recursos empregados. O DER/PR executa a obra em ambas as margens. 

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE