PUBLICIDADE

Ratinho Junior defende modelo de pedágio proposto pelo Paraná

Governador afirmou que poderá investir em um modelo de pedágio diferente do proposto pelo novo Governo Federal, que aposta na manutenção das rodovias

Declarações foram dadas em entrevista antes da diplomação desta segunda
Declarações foram dadas em entrevista antes da diplomação desta segunda -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O governador Ratinho Júnior (PSD) afirmou que poderá investir em um modelo de pedágio diferente do proposto pelo novo Governo Federal a partir de 2023. A informação foi dita durante entrevista nesta segunda-feira (19), após a cerimônia de diplomação dele, que foi reeleito para o cargo no Executivo.

O governador defende que o modelo seja o que libere a cobrança de pedágio para a concessionária que apresentar o menor preço da tarifa na Bolsa de Valores e que a empresa se responsabilize por obras na rodovia. Para ele, as concessionárias não podem ser responsáveis apenas por manutenção das estradas.

O chefe do Executivo no Paraná afirmou que pode investir em um modelo de concessão próprio caso o que for apresentado pelo Governo Federal não corresponda às expectativas. Desde novembro de 2021, as concessões nas rodovias do Anel de Integração do estado deixaram de existir.

Durante a cerimônia de diplomação, o senador eleito Sérgio Moro (União Brasil) disse que tentará apoiar o estado do Paraná no novo modelo de pedágio para as rodovias. Ele defendeu que é preciso investir em infraestrutura, mas sem grandes tarifas.

Ainda nesta segunda, deputados estaduais da Frente Parlamentar sobre o pedágio do Paraná e representantes do setor produtivo se reuniram na Federação das Indústrias do Paraná (FIEP) para debater a futura concessão de rodovias que cortam o Estado. O grupo pretende que a nova concessão seja justa e sem tarifas abusivas.

As informações são da CBN Curitiba

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE