PUBLICIDADE

Governador de Alagoas é alvo de operação da PF

Paulo Dantas (MDB) está na disputa pela reeleição no 2º turno; candidato, inclusive, liderou a votação no 1º turno

Paulo Dantas (MDB) está na disputa pela reeleição no 2º turno; candidato, inclusive, liderou a votação no 1º turno
Paulo Dantas (MDB) está na disputa pela reeleição no 2º turno; candidato, inclusive, liderou a votação no 1º turno -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) afastou do cargo o governador de Alagoas, Paulo Dantas (MDB), alvo de uma operação da Polícia Federal. De acordo com informações do g1, Dantas estaria envolvido em um suposto esquema de 'rachadinha' na Assembleia Legislativa do estado.

O governador se tornou um dos alvos da operação Edema, liderada pela Polícia Federal, que cumpre 31 mandados de busca e apreensão, inclusive na Assembleia Legislativa e na sede do governo. Dantas estava em um hotel em São Paulo quando foi surpreendido pelos agentes. A ordem passada pela PF é para que os policiais vasculhem a bagagem particular do governador e recolham seu telefone celular.

Ao g1, a assessoria do político limitou-se a dizer que está ciente da operação e prometeu emitir nota sobre o caso.

Histórico político

Paulo Dantas tornou-se governador de Alagoas em maio deste ano, quando foi eleito para um "mandato-tampão" até o dia 31 dezembro de forma indireta, pela Assembleia Legislativa.

O político assumiu o posto após o então governador, Renan Filho, renunciar para disputar uma vaga no Senado. Seu vice, Luciano Barbosa, já havia feito o mesmo, para ser eleito prefeito de Arapiraca em 2020.

Dantas é candidato à reeleição e foi o mais votado no primeiro turno em Alagoas. Ele teve 46,64% dos votos, contra 26,79% de Rodrigo Cunha, seu adversário no segundo turno.

As informações são do G1 e Yahoo!

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE