PUBLICIDADE

Com apoio de Lula, Requião recebe mais de 1,5 mi de votos no Paraná

Liderança buscava o cargo de governador do Estado do Paraná pela quarta vez; em Ponta Grossa, candidato do PT recebeu 44.766 votos

Roberto Requião de Mello e Silva (PT) votou no Colégio Julia Wanderley, em Curitiba
Roberto Requião de Mello e Silva (PT) votou no Colégio Julia Wanderley, em Curitiba -

Rodolpho Bowens

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Em mais uma disputa para o governo do Estado do Paraná, Roberto Requião de Mello e Silva, do Partido dos Trabalhadores (PT), recebeu mais de 1,5 milhão de votos do eleitorado paranaense. Mesmo com a grande quantidade de votos, e o apoio do candidato à presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), a liderança política não conseguiu vencer a eleição para o Palácio do Iguaçu. Com 100% das urnas eletrônicas apuradas, o candidato vencedor foi Carlos Massa Ratinho Junior (PSD), reeleito com 4.243.116 votos (69,64%). No último domingo (2), mais de 8,4 milhões de eleitores paranaenses foram às urnas escolher os(as): presidente; governador; senador; deputados federais e estaduais.

De acordo com os dados divulgados pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) e pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Requião fez 1.598.149 votos (26,23%), com isso, ficando na segunda colocação no Estado. O mesmo aconteceu em Ponta Grossa, quando a liderança do Partido dos Trabalhadores recebeu 44.766 votos (24,88%) – no Município, Ratinho Junior também ficou em primeiro, com 123.883 votos (68,85%).

Críticas

No decorrer das ‘Eleições Gerais 2022’ para o governo do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior liderou, com folga, o pleito. Antes mesmo da confirmação de sua reeleição, Roberto Requião foi às redes sociais criticar o candidato e o TRE-PR. “Minha gente, aparentemente o Tribunal Regional Eleitoral resolveu participar das eleições tomando lado. Foram 14 dias de censura e, nas últimas horas da campanha, resolveram nos autorizar a falar da isenção fiscal malandra do Ratinho Junior”, disse às 18h58 – o fim das eleições, no Paraná, aconteceu às 19h33.

Biografia

Roberto Requião de Mello e Silva nasceu em 5 de março de 1941 e tem 81 anos. Ex-liderança absoluta do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), o político deixou o partido, em 2021, alegando que o grupo teria se tornado ‘bolsonarista’. Neste ano, se filiou ao Partido dos Trabalhadores (PT) e buscou, pela quarta vez, ser o governador do Estado do Paraná. Formado em Direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), e em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), Requião também estudou Urbanismo pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

A liderança política já foi deputado estadual (1983/85), prefeito de Curitiba (1986/89), secretário do Desenvolvimento Urbano do Estado do Paraná (1989/90), governador do Estado do Paraná (1991/94, 2003/06 e 2007/10) e senador da República (1994/2002 e 2011/2019).

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE