PUBLICIDADE

Alvaro Dias e Sergio Moro lideram disputa por vaga no Senado

Eleitores podem escolher apenas um entre os 10 candidatos neste domingo (2). Pesquisa mais recente traz Dias e Moro no topo das intenções de voto; Paulo Martins segue em terceiro

Paulo Martins (PL), Alvaro Dias (Podemos), Sergio Moro (União) e Orlando Pessuti (MDB) fazem parte da lista com dez candidatos ao Senado
Paulo Martins (PL), Alvaro Dias (Podemos), Sergio Moro (União) e Orlando Pessuti (MDB) fazem parte da lista com dez candidatos ao Senado -

Allyson Santos

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

A disputa por uma vaga no Senado Federal pelo Paraná reúne dez candidatos em 2022. Entre eles estão: Aline Sleutjes (Pros); Alvaro Dias (Podemos); Desiree (PDT); Dr. Saboia (PMN); Laerson Matias (Psol); Orlando Pessuti (MDB); Paulo Martins (PL); Roberto França (PCO); Rosane Ferreira (PV); e Sergio Moro (União). Os eleitores que irão às urnas neste domingo (2) poderão votar em apenas um dos candidatos acima. Para Senador, o voto ocorre por meio de três dígitos. O nome eleito terá um mandato de oito anos e ficará ao lado dos senadores Oriovisto Guimarães (Podemos) e Flávio Arns (Podemos), representantes do estado eleitos em 2018.

A pesquisa mais recente, divulgada pelo Instituto Paraná Pesquisas na quinta-feira (29), aponta que Sergio Moro tem 29,8% das intenções de voto. Alvaro Dias contabiliza 27,5%, de acordo com o levantamento. Já Paulo Eduardo Martins, candidato apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), está em terceiro lugar, com 18,3%. A margem de erro é de 2,5 pontos percentuais para mais ou para menos. Rosane Ferreira alcançou 4%, enquanto a candidata Desiree somou 1,6% das intenções de voto.

Na sequência, estão Aline Sleutjes, com 1,2%; e Orlando Pessuti, com 0,9%. Os candidatos Dr. Sabóia, Laerson Matias e Roberto França fecharam a pesquisa com 0,3%. Votos nulos e brancos são 8%. Outros 7,7% nãou sabiam ou não opinaram. A pesquisa ouviu 1.540 eleitores no Paraná, de 24 a 28 de setembro em 62 municípios do Paraná por meio de entrevistas pessoais. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o n.º PR-04147/2022.

Cenário anterior

O levantamento do Paraná Pesquisas traz um cenário ainda mais polarizado na disputa pelo Senado Federal em relação ao levantamento divulgado pelo Ipec (antigo Ibope) no dia 16 de setembro. Ela revelou que Alvaro Dias tem 36% das intenções de voto para o Senado e Sergio Moro 25%. Paulo Martins acumulava 8%, enquanto Rosane Ferreira tinha 3%. Orlando Pessuti e Aline Sleutjes tinham 2% das intenções. Desiree, Laerson Matias e Roberto França registravam 1%. Dr. Saboia fechou o levantamento do Ipec com 0%. Votos brancos e nulos registraram 8%. Outros 13% não sabiam ou não responderam.

A pesquisa do Ipec ouviu 1.200 pessoas entre os dias 13 e 15 de setembro em 57 municípios do estado. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos, considerando um nível de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o código BR-01166/2022; e no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o código PR-02436/2022.

Atuação no Senado

O Senado é considerado a Câmara Alta do Poder Legislativo Federal, compondo o Congresso Nacional junto com a Câmara dos Deputados. Também com status de Casa revisora, o Senado tem uma grande diferença em relação à Câmara: os mandatos são de 8 anos, enquanto na Câmara o mandato dura 4 anos. No Senado cada Estado tem 3 senadores, independentemente do tamanho da população de cada um. Mas apesar do mandato de senador ser de 8 anos, os processos eleitorais ocorrem a cada 4 anos. Isso porque as renovações se dão, alternadamente, por 2/3 (como foi em 2018) ou 1/3 (como será neste ano).

CANDIDATOS

Alvaro Dias busca quinto mandato como senador

Alvaro Fernandes Dias tem 77 anos e é natural de Quatá (SP), mas foi criado em Maringá, onde atuou como radialista. Licenciado em história pela Universidade Estadual de Londrina, foi vereador (eleito em 1968), deputado estadual (1970) e deputado federal (1974 e reeleito em 1978), e senador (1982) todos pelo MDB. Em 1986 foi eleito governador do Paraná. Depois, foi eleito senador, em 1998, 2006 e 2014. Em 2017 filiou-se ao Podemos e em 2018 foi candidato a presidente da República. É o atual líder do Podemos no Senado.

Sérgio Moro disputa seu primeiro cargo eletivo

Sérgio Fernando Moro tem 50 anos e é natural de Maringá. Formado em direito pela Universidade Estadual de Maringá em 1995, tem mestrado e doutorado em direito. Em 1996 iniciou carreira como magistrado, como juiz substituto em Curitiba. A partir de 2014, foi o responsável por julgar os crimes identificados pela força-tarefa da Operação Lava Jato. Encerrou seus 22 anos de magistratura ao assumir, em 2019, o Ministério da Justiça no governo Bolsonaro, do qual pediu exoneração em 2020. Disputa uma eleição pela primeira vez.

Paulo Martins aposta na renovação da política

Paulo Eduardo Lima Martins tem 41 anos e nasceu em Presidente Venceslau (SP). Ele é jornalista e trabalhou na Rede Massa, afiliada do SBT no Paraná. Em março de 2016 chegou a assumir a suplência na Câmara dos Deputados, pelo PSDB, mas afastou-se da função em novembro do mesmo ano. Atualmente exerce mandato como deputado federal, conquistado nas eleições de 2018. Neste ano filiou-se ao PL. Ele é o candidato que conta com apoio do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Orlando Pessuti tenta o primeiro mandato no DF

Orlando Pessuti tem 69 anos, é natural de Apucarana. Exerceu cinco mandatos de deputado estadual, de 1983 a 2002. Foi vice-governador do estado de 2003 a 2010, na gestão do ex-governador Roberto Requião. De abril de 2010 a janeiro de 2011, foi governador do Paraná após a renúncia do titular, que deixou o cargo para se candidatar ao Senado. Pessuti também foi secretário da Agricultura do Paraná e diretor-presidente do Banco Regional do Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).

Rosane Ferreira (PV)

Cleusa Rosane Ribas Ferreira tem 59 anos e nasceu em Araucária (PR). Formou-se em enfermagem e obstetrícia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) em 1988. Tem especialização em saúde pública e aperfeiçoamento em saúde coletiva. Começou a atuar como enfermeira em 1983, no Programa Saúde da Família. Depois, em coordenação dos centros de saúde, supervisão da rede de unidades de saúde e como diretora dos Departamentos de Assistência à Saúde e de Saneamento e Vigilância Sanitária do município. Em 2006 foi eleita deputada estadual e em 2010, deputada federal. Nas eleições de 2014 foi candidata a vice-governadora na chapa formada com Roberto Requião, que não se elegeu.

Aline Sleutjes (Pros)

Aline Sleutjes tem 43 anos, nasceu em Castro (PR) e é deputada federal desde 2019, quando foi eleita pelo PSL. Formada em educação física e pós-graduada em gestão escolar, entrou na carreira política em 2004, ao ser eleita vereadora da sua cidade natal, cargo que exerceu novamente entre 2013 e 2016. Na Câmara dos Deputados, ocupou os cargos de vice-líder do PSL e do governo Bolsonaro e foi presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural. Quando o PSL se uniu ao DEM, Aline se filiou ao Pros, chegando a ocupar também a liderança do partido na Câmara. 

Desirre (PDT)

Eneida Desiree Salgado é natural de Curitiba e tem 47 anos. É mestre em direito e doutora em direito do Estado, professora de direito constitucional e de direito eleitoral na Universidade Federal do Paraná (UFPR), pesquisadora e escritora. A candidata também tem duas pesquisas de pós-doutorado sobre temas ligados à política, sendo uma na Universidade Nacional Autônoma do México e outra na UFPR. Na política, Desiree se filiou ao PDT em 2021 e concorre ao Senado pela primeira vez.

Dr. Saboia (PMN)

Carlos Eduardo Saboia Gomes tem 75 anos e é natural de Rio Negro (PR), na região metropolitana de Curitiba. Mudou-se para Maringá (PR) em 1954. Ele é médico e participou de diversas eleições, sempre pelo mesmo partido, desde 2006, quando concorreu a deputado federal. Por três vezes concorreu a vereador por Maringá e foi eleito para o cargo em 2008. Em 2012, conseguiu uma vaga na câmara municipal como suplente e, em 2016, não conseguiu se eleger novamente.

Laerson Matias (Psol)

Aos 59 anos, Laerson Matias disputa pela primeira vez um mandato de senador e nunca ocupou cargo político. Nascido em São Miguel do Oeste (SC), mudou-se para Cascavel (PR) em 1985, quando se tornou bancário e, desde então, esteve envolvido nas causas sindicais. Já concorreu ao cargo de deputado estadual em 2002 (PT) e em 2006 (Psol) e de vereador de Cascavel, em 2016, não tendo sido eleito. Hoje é vice-presidente do Sindicato dos Bancários de Cascavel e foi um dos fundadores da Associação dos Portadores de Lesões por Esforços Repetitivos. 

Roberto França (PCO)

Roberto França da Silva Junior, de 45 anos, nasceu em São Paulo (SP), mas mora atualmente em Foz do Iguaçu (PR). Graduado pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), é professor de geografia, especializado em geopolítica e economia política. Atuou por dois anos no ensino médio e há 16 anos leciona no ensino superior. É a primeira vez que se candidata a cargo público.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE