PUBLICIDADE

Moraes destaca 'instabilidade democrática' em evento do TSE

Presidente do TSE discursou a visitantes de ao menos 15 países que vão conhecer e acompanhar as eleições de 2022

Presidente do TSE discursou a visitantes de ao menos 15 países que vão conhecer e acompanhar as eleições de 2022
Presidente do TSE discursou a visitantes de ao menos 15 países que vão conhecer e acompanhar as eleições de 2022 -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, abriu evento com integrantes de ao menos 15 países falando sobre o momento instável que vive a democracia do Brasil. Ao dar boas-vindas a convidados internacionais que acompanharão as Eleições Gerais 2022, Moraes frisou que a Justiça Eleitoral tem trabalhado para garantir eleições seguras, com liberdade do voto para eleitores.

Moraes abriu o evento, no Hotel Windsor. Ao lado estavam a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Rosa Weber, do presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco, do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Beto Simonetti, e do chefe da Missão de Observação da União Interamericana dos Órgãos Eleitorais (Uniore), Lorenzo Córdova.

No discurso de abertura, Moraes frisou: “Democracia é para quem acredita na redução das desigualdades, nas garantias de todos os brasileiros. A Justiça Eleitoral garantirá que o exercício da democracia será assegurado de maneira segura e confiável. A democracia brasileira vive o maior período de instabilidade democrática da República. O TSE tomou uma inúmeras e importantes medidas para garantir que o eleitor tenha absoluta tranquilidade”, afirmou aos visitantes.

O ministro ainda ressaltou qu,e para haver “verdadeira democracia, há necessidade de plena segurança e liberdade no exercício de voto de cada eleitor”. “É necessário afastar qualquer possibilidade de violência ou desrespeito ao sigilo do voto”, ressaltou.

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Rosa Weber, ressaltou que a Justiça Eleitoral é patrimônio do povo brasileiro e “a urna eletrônica proporciona sistema eleitoral confiável, seguro e auditável, a servir de exemplo para todos”, disse.

“Estamos certos da atuação sempre firme do TSE a assegurar que nada tumultue a escolha livre e consciente dos brasileiros do que entendam ser o melhor para o país”, disse Weber.

Ciclo de palestras

Os visitantes iniciaram nesta quinta-feira (29) a participarão de extensa programação, em Brasília, preparada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Foi iniciado o ciclo de palestras que serão apresentadas aos visitantes.

Até sábado (1º), os convidados assistirão a um ciclo de palestras sobre as eleições brasileiras. No domingo (2), dia do primeiro turno do pleito, presenciarão o início da votação em uma seção e o Teste de Integridade das Urnas Eletrônicas. Visitarão ainda locais de votação e retornarão ao TSE para assistir à totalização dos votos, que começa às 16h30, no horário oficial de Brasília.

Entre as autoridades e personalidades convidadas, estão integrantes do Instituto Internacional para Democracia e Assistência Eleitoral (Idea Internacional). São eles: a ex-presidente da Costa Rica Laura Chinchilla; a ex-vice-presidente da Colômbia Marta Lucía Ramírez; a senadora uruguaia Mónica Xavier; o secretário-geral Kevin Casas-Zamora; e o diretor regional para América Latina, Daniel Zovatto.

As Eleições 2022 também contam com a presença de convidados internacionais de Portugal, da Rússia, da França e da Espanha.

As informações são do portal Metrópoles

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE