PUBLICIDADE

“Será a melhor eleição de todos os tempos”, diz presidente do TRE-PR

Forças de segurança anunciaram as medidas que estão sendo tomadas para garantir a tranquilidade da votação no Paraná

Coletiva de imprensa desta terça-feira (27);
Coletiva de imprensa desta terça-feira (27); -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), desembargador Wellington Emanuel Coimbra de Moura, recebeu a imprensa, nesta terça-feira (27), para uma coletiva sobre a segurança nas eleições, juntamente com o secretário de Segurança Pública do Paraná, doutor Wagner Mesquita de Oliveira, e os comandos das forças de segurança no estado. A seguir, o presidente acompanhou os jornalistas a uma visita ao Data Center do TRE-PR.

“Oito milhões de eleitoras e eleitores paranaenses devem comparecer neste domingo a 5 mil locais de votação em todo o estado. Contamos, para estas eleições, com 30 mil urnas eletrônicas e com todo o apoio das forças de segurança da União, do estado e dos municípios, que sempre auxiliaram a Justiça Eleitoral nos planos de segurança. E não será diferente em 2022. Teremos a melhor eleição de todos os tempos”, disse o presidente em sua fala de abertura.

Contratação de seguranças

O presidente também comentou a realização de uma licitação para a contratação de seguranças particulares para todos os 154  fóruns eleitorais do Paraná. A atuação destes agentes começará nesta sexta-feira (30) e irá até segunda-feira (03). “O objetivo é garantir a integridade física das autoridades, servidoras e servidores da Justiça Eleitoral”, explicou o desembargador. 

Celular na cabine

O presidente disse ainda que quem quiser entrar na cabine de votação com celular será impedido de votar. “A Justiça Eleitoral tem o dever de tutelar o sigilo do voto. Se o mesário verificar essa situação, a pessoa será retirada do local e encaminhada a uma autoridade policial para providências necessárias”, disse. 

Presenças

Também compuseram a mesa de autoridades o superintendente regional da Polícia Federal no Paraná, DPF Omar Gabriel Haj Mussi; o superintendente regional da Polícia Rodoviária Federal no Paraná, Dr. Antônio Paim de Abreu Júnior; o comandante-geral da Polícia Militar no Paraná; Cel. Cidreira, subcomandante-geral da PM; Cel. Hudson Leôncio Teixeira; o delegado-adjunto da Polícia Civil no Paraná, Riad Braga Farhat; e o secretário Municipal de Defesa Social e Trânsito de Curitiba, Dr. Péricles de Matos. 

Pelo TRE-PR, estiveram presentes, ainda, a procuradora eleitoral Dra. Monica Dorotea Bora; o diretor-geral, Dr. Valcir Mombach; e o secretário da Presidência, Dr. Josmar Ambrus, na ocasião representando o presidente da Comissão Permanente de Segurança, Dr. Rodrigo Otavio Rodrigues Gomes do Amaral.

Canais de denúncia

A procuradora eleitoral, Dra. Monica Dorotea, reforçou, na ocasião, os canais disponíveis para a população denunciar crimes eleitorais. “O eleitor pode comparecer presencialmente ao Ministério Público Federal em Curitiba (Rua  Marechal Deodoro, 933) ou a qualquer Promotoria de Justiça de sua comarca para fazer denúncias e esclarecer dúvidas”, disse. 

Também citou as ferramentas de denúncia disponíveis na internet: MPF Serviços, também disponível em aplicativo para celular; a página da Procuradora Regional Eleitoral do Paraná; o aplicativo Pardal e o Gralha Confere. 

Segurança

O secretário Municipal de Defesa Social e Trânsito de Curitiba, Dr. Péricles de Matos, destacou que foram tomadas todas as providências para que a população transite com tranquilidade até seus locais de votação. 

Já o delegado Riad Braga Farhat informou que a Polícia Civil estará com todo o seu efetivo de prontidão para atendimento das ocorrências. 

O superintendente regional Dr. Antônio Paim de Abreu Júnior disse que a Polícia Rodoviária Federal estará presente mais uma vez nos mais de 4 mil km de rodovias federais. Informou ainda que haverá uma aeronave dedicada exclusivamente para a operação eleições no final de semana e que os pontos por onde circularão urnas eletrônicas receberão um reforço de policiamento. 

Efetivo policial

O Cel. Hudson Leôncio Teixeira declarou que a Polícia Militar está há alguns meses preparada para a operação eleições. De acordo com o coronel, o estado é dividido em seis regiões militares com 40 subunidades responsáveis pelo policiamento. Serão 7 mil policiais diretamente envolvidos com as eleições. “As tropas estão preparadas e os policiais dispostos nos locais de votação uma hora antes do início da eleição até o fim dos trabalhos”, disse. 

Omar Gabriel Haj Mussi comunicou que a Polícia Federal já vem atuando na apuração de denúncias de crimes eleitorais e desempenhando as atividades de segurança das candidatas, candidatos e autoridades eleitorais “Todo o trabalho está sendo feito em parceria com as forças de segurança do estado com o monitoramento integrado de qualquer eventualidade”, disse. 

Lei Seca

O secretário Wagner Mesquita de Oliveira afirmou que as atribuições da Secretaria serão exercidas pelas forças policiais em campo e no Comando Integrado no Centro Cívico, em Curitiba. “Seguiremos todos os protocolos nacionais do Ministério da Justiça”, declarou. 

O secretário disse ainda que a cada três horas serão divulgados boletins com informações sobre o andamento das eleições pelo Núcleo Estadual de Comunicação. Ele também reforçou a orientação para que o eleitorado deixe o seu celular com os mesários antes de se dirigir à cabine de votação e que o porte de arma está restrito a policiais em serviço no dia das eleições.

Disse ainda que haverá restrição na venda de bebidas alcoólicas no domingo das 8h às 18h. 

Com informações da Assessoria de Imprensa

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE