PUBLICIDADE

Morre homem que ateou fogo em delegacia e pulou do 5º andar

Ezequiel Brat era auxiliar de motorista e pai de três filhos

Ezequiel Brat era auxiliar de motorista e pai de três filhos
Ezequiel Brat era auxiliar de motorista e pai de três filhos -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O homem, de 42 anos, que foi socorrido em estado grave após pular do 5º andar do Hospital Universitário Evangélico Mackenzie, não resistiu aos ferimentos horas após o incidente. A confirmação da morte foi feita pelo próprio hospital, local para onde Ezequiel Brat foi socorrido com uma parada cardiorrespiratória após a queda, nesta segunda-feira (19).

Conforme a Banda B noticiou neste domingo (18), Brat foi preso após provocar um acidente de trânsito sob condição de embriaguez. Na delegacia, de acordo com a polícia, ele ateou fogo na carceragem em que estava e ficou ferido.

O homem estava detido na Delegacia do Alto Maracanã, em Colombo, na região metropolitana de Curitiba. Quando ateou fogo na carceragem, ele estava sozinho.

Ezequiel era auxiliar de motorista e pai de três filhos. O sepultamento está previsto para esta terça (20) no Cemitério Municipal de Cerro Azul, cidade da região metropolitana de Curitiba (RMC).

Queda do 5º andar do Hospital Evangélico

À Banda B, o tenente Cândido, do Corpo de Bombeiros, disse que a equipe recebeu informações de que o homem havia se jogado do edifício pela janela. Ele teria caído sobre um telhado ao tentar fugir da unidade de saúde.

“Ele estava em parada cardiorrespiratória quando chegamos e, com apoio do pessoal do hospital, fizemos as manobras necessárias para reanimá-lo”, explicou.

O incidente foi registrado por volta das 11h45 deste domingo, e o resgate precisou ser realizado com auxílio de cordas.

Com informações Banda B

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE