Ciclone vai atingir a região Sul nesta quarta

O alerta de vento forte a intenso em SC, PR, SP, RJ E MG. Ciclone vai se formar muito perto da costa

O sistema será responsável por provocar chuva forte a torrencial e ainda rajadas de vento fortes
O sistema será responsável por provocar chuva forte a torrencial e ainda rajadas de vento fortes -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Uma área de baixa pressão começa a se aprofundar no Sul do Brasil nesta terça-feira (9) e originará um ciclone extratropical nesta quarta-feira (10), entre os litorais de Santa Catarina, Paraná e São Paulo. O sistema será responsável por provocar chuva forte a torrencial e ainda rajadas de vento fortes a muito fortes, sendo localmente intensas.

Uma área de baixa pressão começa a se aprofundar no Sul do Brasil nesta terça-feira e originará um ciclone extratropical nesta quarta-feira entre os litorais de Santa Catarina, Paraná e São Paulo. O sistema será responsável por provocar chuva forte a torrencial e ainda rajadas de vento fortes a muito fortes, sendo localmente intensas.
Esta é região que comumente não é ciclogenética, ou seja, ciclones não costumam se formar nesta parte da costa brasileiras. Os sistemas extratropicais são normais no litoral da Argentina e na foz do Rio de Prata, algumas vezes se originando na costa do Rio Grande do Sul. Trata-se, assim, de uma posição mais ao Norte que o habitual para a gênese de um ciclone extratropical no Atlântico Sul.
Com isso, o vento mais forte que costuma ocorrer em ciclones no Uruguai, Argentina e no Rio Grande do Sul, desta vez vai se dar em áreas mais ao Norte e menos acostumadas a enfrentar ventania forte a intensa por conta deste tipo de sistema.
De acordo com a análise da MetSul, o campo de vento mais forte deste ciclone deve atingir uma faixa na costa da região de Florianópolis ao litoral do Rio de Janeiro, o que inclui as costas do Paraná e o litoral de São Paulo. Segundo os dados analisados, o vento mais intenso poderia se dar nos litorais paranaense, paulista e fluminense.
Paraná e Santa Catarina

O tempo fica ventoso no litoral do Rio Grande do Sul com rajadas por vezes, mas a costa gaúcha estará ao Sul do campo de vento mais intenso associado ao aprofundamento do centro de baixa pressão, o que não caracteriza uma situação de risco maior, exceto em alto mar. O vento mais forte no Sul do Brasil ocorrerá nas costas de Santa Catarina e do Paraná.
Dados de modelos meteorológicos apontam que o vento forte a muito forte com rajadas por vezes intensas deve se dar da região de Florianópolis para o Norte, atingindo no caso do Sul do país os litorais Norte de Santa Catarina e do Paraná. Em Santa Catarina, as rajadas no litoral, vão ficar entre 80 km/h e 100 km/h, isoladamente superiores. Florianópolis, Balneário Camboriú e Itajaí estão entre as cidades costeiras que podem ter forte ventania. Deve vcntar ainda muito forte a intensamente nos picos do Planalto Sul Catarinense e na Serra do Mar a Leste da Grande Florianópolis.
Já no litoral do Paraná, o vento pode atingir de 80 km/h a 100 km/h com rajadas em alguns pontos, especialmente perto da divisa com São Paulo, que devem ser superiores. Adverte-se que podem soprar fortes rajadas de vento, conforme alguns dados, também na área de Curitiba e sua região metropolitana. O tempo estará muito ventoso em trechos da Serra do Mar.

Conteúdo de marca

Quero divulgar right