Grupo invade catedral, ameaça funcionários de morte e rouba fiéis

Após a saída do grupo, a Polícia Militar foi chamada, mas os funcionários, ainda abalados, não quiseram registrar Boletim de Ocorrência

Após a saída do grupo, a Polícia Militar foi chamada, mas os funcionários, ainda abalados, não quiseram registrar Boletim de Ocorrência
Após a saída do grupo, a Polícia Militar foi chamada, mas os funcionários, ainda abalados, não quiseram registrar Boletim de Ocorrência -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

A Catedral São José, em Campo Mourão, amanheceu de portas fechadas nesta sexta-feira (5). A medida foi adotada pela Diocese após bandidos invadirem o local no dia anterior. Eles ameaçaram de morte funcionários do local, xingaram e roubaram fiéis.

A situação aconteceu por volta do meio-dia. De acordo com nota oficial assinada pelo pároco da Catedral, Jurandir Coronado Aguilar, o grupo adentrou ao local gritando e xingando. Eles roubaram objetos de alguns fiéis e, quando confrontados por funcionários da catedral, começaram a intimidá-los e a ameaçá-los.

Após a saída do grupo, a Polícia Militar (PM) foi chamada, mas os funcionários, ainda abalados, não quiseram registrar Boletim de Ocorrência. O boletim só foi feito na manhã desta sexta.

As celebrações foram suspensas após a primeira missa da manhã desta sexta. Elas serão retomadas neste sábado (6), a partir das 19h. A Catedral São José tem quase 80 anos de fundação e é um dos cartões-postais de Campo Mourão. A Polícia Civil investiga o caso.

Informações do RIC Mais

Conteúdo de marca

Quero divulgar right