Aline Sleutjes apoiará Bolsonaro mesmo sem apoio do PROS

Candidata ao Senado Federal pelo Paraná se pronunciou a respeito do posicionamento do partido no período eleitoral

Atual vice-líder do congresso reforça apoio ao atual governo
Atual vice-líder do congresso reforça apoio ao atual governo -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

A candidata ao Senado Federal pelo PROS, Aline Sleutjes, afirmou nesta quinta-feira (4) que apoiará a Jair Bolsonaro nas eleições deste ano, mesmo sem o apoio oficial da sigla à nível nacional. Com o problema jurídico enfrentado pelo PROS, houve a possibilidade do partido apoiar a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República.

Aline Sleutjes, que atualmente exerce o cargo de deputada federal, lembrou que só foi para o PROS com a exigência de que o Diretório Estadual do Paraná apoiasse Bolsonaro nas eleições. “A minha fidelidade e apoio não tem data de validade, nem cobrança; nunca usei o Presidente de bengala, ao contrário, sempre levei seu nome e o trabalho do seu governo aos quatro cantos do Estado”, disse a candidata.

A deputada ainda afirma que é vice-líder do congresso porque representa o atual governo e os princípios por ele defendidos, desde que chegou a Brasília. “Continuo como sempre estive, fiel e confiante. Irei até o final ao seu lado, pois acredito em seu trabalho e é o candidato que representa as minhas pautas e o que o país precisa. Sou Bolsonaro por convicção e se eleita, continuarei sendo seu voto certo no Senado”, afirmou.

Conflitos no PROS

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Antonio Carlos Ferreira reconduziu Marcus Holanda ao comando do Pros, na noite de quarta-feira (3), em decisão favorável à ala que oficializou a candidatura do coach Pablo Marçal à Presidência no último domingo (31). Com isso, está anulado, ao menos por enquanto, o apoio anunciado por Eurípedes Júnior – que havia retomado o comando do partido após uma decisão anterior do STJ – ao PT e ao candidato Luiz Inácio Lula da Silva.

Com informações da Assessoria de Imprensa e da CNN Brasil. Leia mais aqui