Aline Sleutjes valoriza limitação do ICMS sobre combustíveis

Limitação de ICMS sobre combustíveis e energia é oportunidade para o agronegócio e vitória para o Brasil, diz Aline Sleutjes

O texto agora segue para sanção do presidente da República.
O texto agora segue para sanção do presidente da República. -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Limitação de ICMS sobre combustíveis e energia é oportunidade para o agronegócio e vitória para o Brasil, diz Aline Sleutjes

A Câmara dos Deputados concluiu, nesta quarta-feira (15), a votação do Projeto de Lei Complementar n. 18, que limita a cobrança de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre combustíveis, energia elétrica, transporte coletivo e comunicações a uma faixa de 17% a 18%. Já aprovado no Senado na última segunda-feira (13), o texto agora segue para sanção do presidente da República.

Para a deputada federal Aline Sleutjes (PROS), pré-candidata ao Senado pelo Paraná, o agronegócio será um dos setores mais beneficiados pela iniciativa, vez que depende do diesel tanto para o plantio quanto para escoar a safra. 

“Ao pagar menos tributos, os agricultores poderão aumentar sua produção e, de quebra, ajudar a reduzir a dependência brasileira do petróleo. Isso porque biocombustíveis como etanol e biomassa para a geração de energia, desenvolvida a partir da matéria orgânica de origem vegetal e animal, também vêm de matérias-primas do agro”, comenta a parlamentar. “É uma vitória para o Brasil. Afinal, aprovamos um projeto que permite o acesso a combustíveis com preços mais justos”, completa.

São várias as vantagens dos biocombustíveis, como menor índice de poluição provocada pela queima e processamento e a possibilidade de serem cultivados – são, portanto, renováveis. 

“Além disso, geram empregos em sua cadeia produtiva, diminuem a dependência em relação aos combustíveis fósseis e aumentam os índices de exportação do país, favorecendo a balança comercial”, completa Aline, reforçando que o agronegócio nacional tem participação de quase 30% no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro e que só em 2021 abriu cerca de 150 mil vagas de trabalho no país.

Quem é Aline Sleutjes – Natural de Castro, na região dos Campos Gerais, onde iniciou na vida pública como vereadora, Aline Sleutjes é formada em Educação Física pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e pós-graduada em Gestão Escolar. Serviu ao Legislativo de sua cidade natal em dois períodos, de 2005 a 2008 e de 2013 a 2016, e em 2018 foi eleita deputada federal pelo Paraná. De família de produtores rurais, foi presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados entre março de 2021 e abril de 2022.

Com informações da Assessoria de Imprensa