Federação questiona a criação cargos públicos no PR

A entidade representante das associações comerciais sugere que uma reforma administrativa é necessária para reduzir os gastos

Ofício foi encaminhado ao presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Ademar
Ofício foi encaminhado ao presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Ademar -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

A entidade representante das associações comerciais sugere que uma reforma administrativa é necessária para reduzir os gastos 

Presidente Fernando Moraes enviou ofício aos presidentes da Assembleia Legislativa do Paraná, do TJPR e do Ministério Público do Paraná questionando a necessidade dos novos cargos

A Federação das Associações Comerciais do Paraná (Faciap), que representa 295 associações comerciais no Estado, está questionando a Assembleia Legislativa do Paraná, o Tribunal de Justiça do Paraná e o Ministério Público Estadual sobre a criação de 542 cargos comissionados, que terão um peso no orçamento de cerca de R$ 101 milhões anuais.

 Ofício foi encaminhado ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano, e ao presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, desembargador José Laurindo de Souza Neto, o presidente da Faciap, Fernando Moraes, alega que o impacto no orçamento com a criação e provimento dos cargos evidencia um expressivo aumento dos gastos públicos, os quais oneram diretamente o contribuinte, mesmo havendo previsão de orçamento para isso.

A entidade representante das associações comerciais sugere que uma reforma administrativa é necessária para reduzir os gastos para que o reflexo da carga tributária seja percebido e impacte positivamente no setor produtivo. Contudo, com o aumento de despesas,  passamos a deixar de vislumbrar essa possibilidade", diz o documento.

Ao final, a Faciap, requer informações a respeito da necessidade da criação dos referidos cargos.

Conteúdo de marca

Quero divulgar right