Portal da Transparência sai do ar após polêmica com compras

Serviço obrigatório que lista receitas e despesas do governo federal ficou fora do ar no dia em que foram revelados gastos de R$ 1,8 bilhão com alimentos

Presidente foi criticado nas redes sociais após divulgação de gastos com alimentação no Executivo federal
Presidente foi criticado nas redes sociais após divulgação de gastos com alimentação no Executivo federal -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Serviço obrigatório que lista receitas e despesas do governo federal ficou fora do ar no dia em que foram revelados gastos de R$ 1,8 bilhão com alimentos

O Portal da Transparência do governo federal ficou fora do ar durante a noite desta terça-feira (26). O serviço obrigatório lista as receitas e despesas dos órgãos públicos e saiu do ar justamente no dia em que veículos de imprensa divulgaram os gastos dos órgãos do Executivo federal. Juntos, eles gastaram R$ 1,8 bilhão em alimentos.

Na manhã desta quarta-feira (27) o serviço já estava disponível novamente e ainda não há informações sobre o que teria provocado a queda.

As redes sociais repercutiram a divulgação dos gastos dos órgãos do Executivo federal, principalmente as despesas com leite condensado listadas no Portal da Transparência. Foram quase R$ 15 milhões apenas com esse produto, o equivalente a 7,2 mil latas por dia ao custo de R$ 162 cada uma.

Além disso, há gastos milionários com outros tipos de alimentos como chocolates, sorvetes e doces. O governo federal justifica os custos dizendo que, dentro desse valor, estão os alimentos destinados às Forças Armadas e a programas assistenciais.