PUBLICIDADE

Caixa libera mais de R$ 200 mi em recursos do Pronampe na região

Financiamentos foram liberados em 2,2 mil contratos junto ao Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte. Pronampe prevê empréstimos de até R$ 150 mil a empresas que faturam até R$ 4,8 mi

Superintendentes da Caixa concederam entrevista ao vivo ao Portal aRede na tarde desta terça-feira
Superintendentes da Caixa concederam entrevista ao vivo ao Portal aRede na tarde desta terça-feira -

Fernando Rogala

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

A Caixa Econômica Federal atingiu a liberação de mais de R$ 200 milhões, na região dos Campos Gerais, em financiamentos pelo Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, o ‘Pronampe’. O valor foi alcançado nos últimos dias, fruto de mais de 2,2 mil contratos fechados junto a micro e pequenos empresários, além de MEIs, da região. A informação foi confirmada pelo Superintendente de Rede da Caixa (Curitiba), Adriano Borges Resende, e pelo Superintendente Executivo de Varejo na região, Leandro Henrique Faustin, em live no Portal aRede, na tarde desta terça-feira (11).

Cerca da metade desses valores foram concedidos para empresários de Ponta Grossa, o município polo da região: foram R$ 105 milhões em 1,1 mil operações de crédito na cidade.  “São recursos que ficam na cidade e auxiliam no desenvolvimento na atividade do empresário, e fomentando inclusive a economia local”, explica Leandro Faustin. O Pronampe prevê empréstimos de até R$ 150 mil, com o prazo de até 37 meses para pagamento, e os juros de Taxa Selic e mais 6% ao ano.

Carência

Adriano Resende recorda que o Pronampe foi lançado durante a pandemia do coronavírus, e que ele tem o objetivo de contribuir para desenvolvimento empresarial. “É uma operação de credito importantíssima, que todas as micro e pequenas empresas com faturamento de até R$ 4,8 mi podem ter acesso”, resume. “A Caixa é um dos bancos operadores, que dá todo o suporte a micro e pequenas empresas através dessa operação. E reforçando que o principal diferencial é que temos 11 meses de carência para que as empresas paguem a primeira prestação, onde podemos dar todo o suporte às empresas para passarem por momentos desafiadores”, reforçou Resende.

Resende ressalta, como outro grande diferencial, que o valor não precisa ser destinado para uma área, mas é de livre escolha do empresário, para qualquer setor da economia. “Esse recurso não tem destinação específica. A empresa pode usar como capital de giro, como investimento, para pagar dívidas, enfim, onde o empresário achar que é mais interessante usar o recurso, ele está à disposição. E não tem taxa de crédito”, alega. A única exceção é que os recursos não podem ser usados para distribuição de lucros e dividendos entre os sócios do negócio.

Facilidades

Entre as facilidades e benefícios aos empresários e empreendedores, explica Faustin, que agilizam a liberação dos valores, é que não há a necessidade de ter garantia real, somente o aval dos sócios. “Percebemos que a grande dificuldade dos pequenos e médios empresários, na concessão do crédito e na busca da concessão, é presentar garantias. Então, essa operação, ela é simplificada no quesito da exigência de garantia, não havendo a necessidade de apresentar, por exemplo, garantia de imóvel, de veículo, justamente por ser um programa de governo”, completa.

Para encerrar, Adriano Resende faz o convite aos empresários interessados, até porque há um ‘teto’ de valores disponibilizados pelo governo para esse programa. “O empresário que tiver interesse se direcione a qualquer uma das agências de Ponta Grossa ou região, que teremos todo o cuidado para atendê-los e dar velocidade a essa contratação”.

Campanha Você no Azul

Na live, Adriano Resende também esclareceu mais detalhes sobre a campanha Você no Azul, em que a Caixa concede descontos de até 90% para dívidas em atraso. A ação é válida tanto para pessoas físicas quanto para pessoas jurídicas. “Esse é o quinto ano da ação, que tem o objetivo de facilitar, para os devedores da Caixa, a regularização da sua situação. E a facilidade é que, depois de quitar, o nome do cliente estará totalmente regularizado em cinco dias. É um benefício para o final do ano, para que possam comprar algo a mais nessa reta final de 2022”, diz. As dívidas só podem ser pagas à vista e não incluem financiamento imobiliário. A adesão pode ser feita pelo site da Caixa, pelo aplicativo e no WhatsApp Caixa (0800 104 0104).

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE