PUBLICIDADE

Candidatos da região buscam vagas na Assembleia Legislativa do Paraná

Municípios dos Campos Gerais somam 50 candidaturas a deputado estadual, de acordo com o TRE-PR. Levando em conta todo o Paraná, mais de 880 candidatos disputam 54 cadeiras na Alep

Hussein Bakri (PSD); Mabel Canto (PSDB); Moacyr Fadel (PSD); Marcelo Rangel (PSD); Plauto Miró (União); e Geraldo Stocco (PV) estão entre os candidatos à Alep
Hussein Bakri (PSD); Mabel Canto (PSDB); Moacyr Fadel (PSD); Marcelo Rangel (PSD); Plauto Miró (União); e Geraldo Stocco (PV) estão entre os candidatos à Alep -

Allyson Santos

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Os eleitores pranaenses vão às urnas neste domingo (2) para definir quais serão os nomes que ocuparão o cargo de deputado estadual pelos próximos quatro anos. Ao todo, 883 candidatos disputam 54 cadeiras na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). A quantidade de deputados estaduais é estabelecida inicialmente pelo número de representantes do estado na Câmara Federal, multiplicando-se por três o númeto de até 12 deputados federais. Desta forma, o número máximo seria de 36 parlamentares.

No caso das unidades federativas que possuem mais de 12  representantes, é necessário somar ao resultado de 36 o número de deputados excedentes. O Paraná, por exemplo, possui 30 deputaodos federais. Ao somar os 36 aos 28 excedentes, chega-se ao total de 54 representantes para a Alep. Essas serão as primeiras eleições gerais sem a opção de coligação para o sistema proporcional, o que impacta diretamente no cálculo dos quocientes eleitoral e partidário, que define o número de vagas por cada partido.

Deveres parlamentares

Os parlamentares são eleitos por meio de cinco dígitos na urna eletrônica. Os deputados estaduais representam o poder Legislativo em seus respectivos estados em mandatos de quatro anos cada, sem limite de continuidade (diferentemente do governador, que pode ocupar o cargo por, no máximo, dois mandatos seguidos). Cabe a eles o papel de propor, emendar, alterar ou revogar as leis locais – sem conflitar com as mesmas diretrizes impostas pela Constituição, texto válido em todo território nacional. A atuação do deputado estadual é limitada ao território do estado pelo qual ele foi eleito. Eles devem atuar como representantes da população no poder Legislativo estadual.

Ao todo, 44 deputados tentam reeleição

Nestas eleições, 44 deputados estaduais do Paraná disputarão o pleito buscando a reeleição. Este total representa 81,4% do total de parlamentares que atualmente já ocupam uma cadeira na Alep. O mandato para o cargo de deputado estadual é equivalente a quatro anos e não há limite quanto à quantidade de reeleições. Entre os principais nomes à nível estadual que buscam mais um mandato, cabe destacar o nome do atual presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano (PSD). Em nível regional, nomes como o de Plauto Miró (Plauto Miró), Mabel Canto (PSDB), Alexandre Curi (PSD) e Romanelli (PSD) também participam das eleições deste ano.

Região dos Campos Gerais busca representatividade

A região dos Campos Gerais soma 50 candidatos para deputado estadual nas eleições deste ano. O levantamento feito pelo Portal aRede e Jornal da Manhã, com dados do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PR) leva em conta os 19 municípios que compõem a Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG). A representatividade dos candidatos foi identificada conforme a divulgação do domicílio eleitoral de cada um. 

Em Ponta Grossa, a disputa por uma cadeira na Assembleia Legislativa conta com 34 concorrentes. Outros municípios que possuem candidatos ao pleito são Telêmaco Borba (4), Castro (3), Jaguariaíva (3), Imbaú (2), Carambeí (2), Palmeira (1) e Reserva (1). Com um amplo número de candidaturas, a região vive a expectativa de ampliar o número de representantes no poder Legislativo Estadual. Entre os que possuem domicílio eleitoral nos Campos Gerais e tentam reeleição, estão Plauto Miró (União) e Mabel Canto (PSDB).

Lideranças buscam vagas

As eleições deste ano também trazem à tona alguns nomes conhecidos em âmbito regional. Um deles é Marcelo Rangel (PSD), que já atuou como deputado estadual no início da carreira política e atuou como prefeito de Ponta Grossa entre 2012 e 2020. Outro destaque é Moacyr Fadel (PSD), que esteve à frente da prefeitura de Castro durante quatro mandatos e também atuou como vereador. Fadel também foi presidente da AMCG e da Associação dos Municípios dos Paraná (AMP). Geraldo Stocco (PV), que atualmente cumpre seu segundo mandato como vereador de Ponta Grossa, também está cotado para a disputa.

CANDIDATOS

Marcelo Rangel (PSD)

Aos 51 anos, Marcelo Rangel é nascido em Ponta Grossa e entrou na vida política em 2007, após ser eleito deputado estadual na época. Foi reeleito e permaneceu no cargo até 2012, quando concorreu à Prefeitura de Ponta Grossa e novamente se elegeu. Permaneceu como prefeito municipal até 2020 e, depois, atuou na superintendência de inovação do estado do Paraná. Rangel é formado em Direito pela UEPG, atua como advogado e radialista e é irmão do deputado federal Sandro Alex. Antes do anúncio da pré-candidatura, havia a expectativa de que a esposa, Simone Kaminski, pudesse ser candidata, porém, a possibilidade não se concretizou posteriormente.

Moacyr Fadel (PSD) 

Com mais de 20 anos de carreira política, Moacyr Fadel foi prefeito do município de Castro durante quatro mandatos. O pré-candidato a deputado estadual já teve experiência também como parlamentar da cidade, atuando inclusive como presidente da Câmara de Vereadores de Castro. Em 2021, foi eleito presidente da Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG) pela segunda vez, sendo a primeira no ano de 2006. Em 2007 ficou à frente da Associação dos Municípios do Paraná (AMP) quando lutou por causas nacionais, como o incremento de 1% do FPM. Agora, Fadel concorre como deputado estadual buscando representar os municípios dos Campos Gerais.

Geraldo Stocco (PV)

Geraldo Stocco tem 29 anos de idade e cumpre o segundo mandato como vereador em Ponta Grossa - em 2020 foi o segundo mais votado do pleito com mais de 4.2 mil votos. O parlamentar presidiu a CPI da Sanepar e é relator da CPI da Saúde. Como principais ações na Câmara, Stocco apresentou propostas pautadas no primeiro emprego, na ciclomobilidade, no meio ambiente e na modernização da máquina pública. Também foi a partir de uma proposta dele que a Câmara deixou de usar papel nas sessões para adotar procedimentos digitais, representando uma economia milionária ao município.

Mabel Canto (PSDB)

Mabel Canto nasceu em 1985 na cidade de Clevelândia, no sudoeste do Estado do Paraná. A parlamentar recebeu em junho de 2020 o Título de Cidadã Honorária de Ponta Grossa. Iniciou no rádio quando tinha 15 anos e esteve ao lado do pai em suas campanhas políticas e nos seus mandatos como prefeito de Ponta Grossa. Em 2018, Mabel iniciou sua carreira na política disputando o cargo de deputada estadual, pelo PSC, e foi eleita com 35.019 votos na época. Nos últimos anos, apresentou 84 projetos de lei, na Assembleia Legislativa, dos quais 29 viraram leis. Agora, a deputada quer dar prosseguimento no trabalho pelos próximos 4 anos.

Plauto Miró (União)

Neto do senador Flávio Carvalho Guimarães e filho de Plauto Miró Guimarães, o deputado estadual Plauto Miró foi eleito pela primeira vez em 1990, aos 27 anos. Desde então, acumula oito mandatos com diversas conquistas para Ponta Grossa e para a região dos Campos Gerais. Enquanto administrador público, foi responsável por iniciar o Plano de Desenvolvimento Industrial de Ponta Grossa, que deu origem ao Distrito Industrial. Também está entre as atuações mais exitosas a implantação do curso de Medicina da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Agora, Plauto Miró se coloca como pré-candidato para buscar a reeleição e assumir o mandato pela nona vez.

Hussein Bakri (PSD)

Filho de Ali Hussein Bakri e Amné Ali Bakri, que chegaram do Líbano no ano de 1961, Hussein nasceu em 24 de novembro de 1965. O candidato ingressou na carreira política em 1988, quando foi eleito o mais jovem vereador de União da Vitória. No ano de 2000 se elegeu prefeito da cidade, e foi reeleito ao cargo em 2004. Em 1998, concorreu pela primeira vez ao cargo de deputado estadual. Em 2010, concorreu novamente, ficando na suplência. No pleito de 2014, foi eleito para uma cadeira na Assembleia Legislativa pelo PSC, com 26.682 votos. Na última eleição, ficou como suplente de Marcio Nunes (PSD) e exerceu o cargo de líder do governo Ratinho Junior na Assembleia.

Ricardo Zampieri (PTB)

Empresário, formado em Direito e radialista há mais de 12 anos, Ricardo Albertus Zampieri ingressou na política em 2016, como candidato a vereador de Ponta Grossa, eleito com 2.027 votos. Com posicionamento conservador, o ex-vereador se aliou a Jair Bolsonaro (PL) em sua campanha em 2018.

Guilherme Mazer (Psol)

Guilherme Mazer é co-vereador do Mandato Coletivo do Partido Socialismo e Liberdade (Psol) em Ponta Grossa. Em 2016, Mazer foi candidato a vereador, também pelo Psol, e recebeu 740 votos válidos. Agora, disputa uma cadeira na Alep como candidato pela chapa Guilherme Mazer mais coletivo.

Sol Menezes (PDT)

Em busca de uma vaga na Assembleia Legislativa do Paraná, Sol Menezes é candidata pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT). Esta é a primeira vez que Sol disputa uma eleião. Natural da cidade de Guaraniaçu, no Paraná, ela tem 45 anos e também atua como empresária, advogada e costureira.

Gerveson Tramontin (PT)

Gerveson Tramontin é candidato a uma cadeira na Assembleia Legislativa pelo Partido dos Trabalhadores (PT), por meio de um mandato coletivo. Aos 59 anos, ele é professor da rede estadual de ensino e já foi eleito vereador em Ponta Grossa no ano de 2004. Em 2018, concorreu ao cargo de prefeito da cidade. 

Professor Razouk (Podemos)

Atual presidente do Podemos em Ponta Grossa, Razouk atua na educação desde 1973. Ficou conhecido por criar o Colégio Solução que anos depois tornaria-se o Colégio Positivo. Razouk também foi Secretário de Educação de Ponta Grossa entre 1989 a 1992. O candidato tem 70 anos de idade.

Dr. Zeca (União)

Entre 2013 e 2016, Dr. Zeca foi o vice-prefeito da gestão de Marcelo Rangel em Ponta Grossa. Zeca foi o parlamentar mais votado da cidade em 2016 com 6.686 votos. Nas eleições de 2020, o líder político também teve destaque, com 4,8 mil votos válidos. Em 2018, se candidatou a deputado estadual.

Ricardo Grokorriski (Psol)

Ricardo Grokorriski é candidato pelo Partido Socialismo e Liberdade (Psol). Ele se candidatou a vereador em Ponta Grossa no ano de 2020, quando obteve 664 votos e terminou a eleição como suplente. Ricardo atua como professor do ensino médio e é natual de Ponta Grossa.

Julio Kuller (MDB)

Julio Kuller está no quarto mandato como vereador em Ponta Grossa. O parlamentar foi eleito pela primeira vez em 2004, sendo reeleito em 2008 e 2012. Em 2016, foi candidato a prefeito e conquistou aproximadamente 28 mil votos na disputa. Ele também concorreu a deputado estadual em 2018.

Amanda Costa (PSD)

Amanda Costa tem 29 anos de idade e é natural do município de Palmeira. Atualmente, ela trabalha na Secretaria Muinicipal de Assistência Social de Ponta Grossa. Ao se candidatar pelo Partido Social Democrático (PSD), Amanda disputa as eleições para a Alep pela primeira vez.

Faynara Merege (PSD)

A candidata à Alep, Faynara Merege é engenheira civil. Ela concorreu para o cargo de vereadora em Ponta Grossa pelo PSDB em 2020 e ficou como suplente da sigla na Câmara Municipal. Além disso, Faynara também é formada pela Communitas no curso intitulado ‘Jornada para Jovens Prefeitos’.

Osires Nadal (PTB)

Osires Batista Nadal, de 77 anos, também busca uma vaga na Assembleia Legislativa do Paraná. O candidato é conhecido na região por sua trajetória como radialista. Ele é advogado natural de Ponta Grossa. Pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), ele disputa a eleição pela primeira vez.

Felipe Passos (PSDB)

Natural de Ponta Grossa, Felipe Passos tem 32 anos e atua como vereador em Ponta Grossa pelo Partido Social Democracia Brasileira (PSDB). No ano de 2016, Passos também esteve entre os parlamentares eleitos para a Câmara Municipal. Ele também se candidatou a deputado federal em 2018.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE