Secretário aponta conquistas na Educação de Piraí do Sul

Paulo Henrique Capillé Fernandes comanda a pasta no município e fala sobre sequência de investimentos dentro da rede municipal de ensino; gestor é o 10º entrevistado da série especial do Vamos Ler na região

Secretário esteve nos estúdios do Portal aRede e abordou seis questões voltadas à educação do município
Secretário esteve nos estúdios do Portal aRede e abordou seis questões voltadas à educação do município -

Dhiego Tchmolo

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Paulo Henrique Capillé Fernandes comanda a pasta no município e fala sobre sequência de investimentos dentro da rede municipal de ensino; gestor é o 10º entrevistado da série especial do Vamos Ler na região

O Vamos Ler – Geração Digital entrevistou, na manhã dessa segunda-feira (27), o secretário Municipal de Educação de Piraí do Sul, Paulo Henrique Capillé Fernandes, que esteve presente nos estúdios do Portal aRede. O educador avaliou a gestão de quase um ano e meio, falou da série de investimentos na rede municipal de ensino, as ações contra a defasagem do aprendizado causado pela pandemia, a valorização da Secretaria perante os profissionais da Educação, além da participação no Vamos Ler e as metas para a continuidade à frente do cargo.

“Desde que assumimos foi um momento muito especial. Porque não existiu o cotidiano da escola. As crianças estavam no remoto, os professores em casa trabalhando em home office para que a educação acontecesse de uma forma totalmente diferenciada. Não tínhamos a escola completa”, destaca Capillé sobre o momento em que assumiu a gestão.

CONFIRA A ENTREVISTA COMPLETA: Educação de Piraí do Sul é tema de entrevista com secretário

Dentro deste contexto, conforme explica o secretário, houve o primeiro grande investimento dentro da Secretaria: os materiais impressos. “Já no período pandêmico a produção de todo esse material foi um grande investimento. Nós tínhamos, ali, por mês, cerca de 100 mil páginas sendo produzidas para que os alunos tivessem suas apostilas e pudessem trabalhar da melhor forma possível”, elenca o gestor.

Na sequência, a série de investimentos ocorreu em vários pontos: com estudos que mostravam as instituições que necessitavam de maior prioridade, houve um aporte de R$ 2 milhões na Escola Pirahy, além de outros R$ 1,5 milhão na Escola Maria Flora. Ainda na infraestrutura, reparos em um dos Cmeis também foram aplicada pela gestão junto à Prefeitura.

Para maior conforto aos alunos, cita Capillé, uma licitação está em processo para os uniformes escolares, atingindo até mesmos os berçários da rede municipal de ensino – em um valor que gira nos R$ 900 mil. Terceirização de profissionais na cozinha, serviços, gerais e motoristas, gerarão “R$ 3,6 milhões investidos para que a estrutura seja melhor aproveitada e também os profissionais sejam valorizados”, conforme explica o secretário. “Tudo isso é investimento, valores que são aplicados em favor da comunidade escolar e do aluno”, complementa o educador.

Na questão do ensino e da aprendizagem, a rede municipal busca contornar a dificuldade encontrada em todo o mundo pela pandemia: a defasagem dos alunos fora da sala de aula. “Um dos programas que nós adquirimos para que essa defasagem pudesse ser verificada, e também auxiliar nesse nivelamento que será necessário, é o programa Acerta Brasil. É um programa que nos traz um conteúdo a ser trabalhado, principalmente na área de Língua Portuguesa e Matemática; avaliações; e diagnóstico do que está acontecendo”, pontua o gestor, além de citar uma série de outros programas e iniciativas já realizadas e pensadas para resolução da forma mais rápida desta questão.

Para fechar, Capillé fala sobre a valorização dos profissionais da Educação em Piraí do Sul. Dessa forma, ações tomadas buscam suprir as demandas, como a terceirização de uma série de profissionais, da cozinha até os motoristas – atuando com profissionais nas escolas e dando todo suporte dentro da Secretaria por meio das pedagogas. “Se nós estivermos unidos, a nossa educação de Piraí do Sul alcançará níveis fantásticos”, conclui o secretário.

Vamos Ler

A rede municipal de Piraí do Sul conta com uma ampla trajetória no Vamos Ler - Geração Digital. E, para Capillé, a participação vem de encontro com a atual realidade da educação. “O que a gente percebe do projeto é que a escola é um ambiente riquíssimo de produção, conhecimento, material. Ações que acontecem lá são fantásticas. O Vamos Ler traz essa abertura, dessa ação que tem na escola, e joga para o mundo”, destaca o secretário. As mídias digitais também foram exploradas na conversa com o gestor. “Ficamos felizes de contar com esse projeto no nosso dia a dia”, complementa.