Vamos Ler traz abrangente estudo sobre o Universo em PG

Conteúdos teóricos e ações práticas marcaram aula de Astronomia no 5º ano E da Escola General Aldo Bonde

Produção levou conhecimento e engajamento à turma
Produção levou conhecimento e engajamento à turma -

Dhiego Tchmolo

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Conteúdos teóricos e ações práticas marcaram aula de Astronomia no 5º ano E da Escola General Aldo Bonde

O Universo, dentro do conteúdo programático Astronomia em Ciências Naturais, foi tema de uma amplo trabalho no 5º ano E da Escola Municipal General Aldo Bonde em Ponta Grossa. A professora da turma, Lucilaine Machado, comenta os principais aspectos da atividade que contou com a composição de corpos celestes, asteroides, nebulosas, estrelas e planetas.

“Foram abordagens sequenciais, onde os alunos pós-exposição teórico do conteúdo, através dos livros e explicações, foram estimulados a se perceberem no contexto micro e macro de localização. Isso ainda é sempre necessário ser abordado. Mas, como é um conteúdo denso e requer sequência, trabalhamos com o desenho do sistema solar. Assistimos vídeos que proporcionam ver o Universo e sua magnitude”, destaca a docente.

Dessa forma, a educadora utilizou de uma ferramenta que gosta de aplicar junto aos alunos: o mapa mental. Após a teoria, houve a finalização com a pintura em cartona, com o objetivo futuro de pintar em tela – algo feito por Lucilaine, com explicação das técnicas necessárias Para utilizar cores e misturas, como regra a ‘criatividade e capricho’.

“Como estudamos sobre os astros, incluindo a astrologia, onde os símbolos têm significado essencial e principal para a cultura, em especial dos indígenas, os trabalhos começaram a ter vida e surpreenderam com composições que incluíram os planetas, as marcações imaginárias das estrelas, constelações que partiram, também, para marcamos simbólicas da cultura indígena, como por exemplo o tupi-guarani”, complementa a professora.

Para fechar, a docente cita que composições apareceram inferências “ao homem velho, que é uma junção de marcações que forma um homem segurando uma bengala, simbolizando o respeito e a importância na cultura desse povo”, conforme elenca a educadora. “Assim, mais um trabalho interdisciplinar foi abordado, pois foi além, partilhando conhecimentos geográficos e históricos de um povo, finalizado na concretização de mais uma aula teórico-prática”, conclui Lucilaine.

Acesse o blog escolar da Escola General Aldo Bonde clicando aqui