PUBLICIDADE

Prejuízo pelo desvio de malte pode passar dos R$ 40 milhões

O líder da organização criminosa teria sido preso em Ponta Grossa

Os policiais cumpriram 33 mandados de busca e apreenderam quantias de malte adulterados, munições, documentos, cinco armas de fogo, fichas com anotações de grandes cervejarias e R$ 6 mil
Os policiais cumpriram 33 mandados de busca e apreenderam quantias de malte adulterados, munições, documentos, cinco armas de fogo, fichas com anotações de grandes cervejarias e R$ 6 mil -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

A Polícia Civil do Paraná prendeu três integrantes de organizações criminosas responsáveis por desviar malte de grandes cervejarias do Brasil. Os indivíduos foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. Uma das prisões aconteceu em Ponta Grossa, o homem teria sido apontado pela corporação como chefe da organização. 

Os policiais cumpriram 33 mandados de busca e apreenderam quantias de malte adulterados, munições, documentos, cinco armas de fogo, fichas com anotações de grandes cervejarias e R$ 6 mil. Além disso, sete caminhões, que foram montados com peças e motores de outros veículos, foram apreendidos. Mais informações sobre o barracão dos caminhões podem conferidas na transmissão realizada pelo portal aRede - clique aqui

A ação aconteceu simultaneamente em Ponta Grossa, Umuarama, Maringá, Alto Paraná, Contenda e Lapa. A PCPR ainda contou com o apoio da Polícia Civil do Rio Grande do Sul no cumprimento de um mandado em Passo Fundo.  

Estima-se que o prejuízo à indústria nos últimos dois anos seja superior a R$ 40 milhões.

Outras três pessoas já tinham sido presas em flagrante no início das investigações. Conforme apurado, os integrantes das organizações criminosas atuavam nesta prática há alguns anos e ostentavam vidas de luxo, com carros esportivos e casas de alto padrão.

O delegado Cássio Conceição afirma que a investigação iniciou com o requerimento da Associação Brasileira de Combate à Falsificação (ABCF), em julho do ano passado. Empresas do setor relataram que maltes das grandes cervejarias estavam sendo desviados, e, posteriormente, sendo misturados com outros produtos de baixa qualidade e revendidos.

“Apreendemos uma quantidade de produtos durante a operação, provavelmente misturados. Estamos aguardando a perícia para comprovar esse desvio”, afirmou o delegado.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE