PUBLICIDADE

Estado destina R$ 10 milhões para ampliação do HU-UEPG

O recurso será utilizado para a construção do Ambulatório Médico de Especialidades (AME), que ficará ao lado do Hospital Universitário e terá a capacidade de realizar 10 mil consultas por mês

O Ambulatório Médico de Especialidades (AME) será construído ao lado do Hospital Universitário.
O Ambulatório Médico de Especialidades (AME) será construído ao lado do Hospital Universitário. -

Marcus Benedetti

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Com a aprovação da Lei Orçamentária Anual (LOA) do Estado na última semana, o Governo do Paraná confirmou o repasse de um recurso de R$ 10 milhões para a ampliação do Hospital Universitário Regional (HU-UEPG). A verba em questão será utilizada para a construção do Ambulatório Médico de Especialidades (AME), um novo prédio, de aproximadamente 2,9 mil m², que terá capacidade de realizar 10 mil consultas por mês, com atendimento via Sistema Único de Saúde (SUS).

O anúncio da construção do AME foi realizado em março deste ano, mas a confirmação do repasse do recurso aconteceu apenas na terça-feira da semana passada (21/12), quando a Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) aprovou o orçamento do Estado para 2023. Neste orçamento, o governo assegurou os R$ 10 milhões para a UEPG e garantiu também um valor de R$ 300 mil para despesas de manutenção e gestão da universidade. 

IMPLANTAÇÃO DO AME 

Em março, o Secretário Estadual de Saúde Beto Preto esteve em Ponta Grossa para participar do anúncio do AME ao lado de outras lideranças. Na ocasião, ele enfatizou a importância da cidade oferecer um atendimento especializado para a população do município e da região. “O AME será ao lado do HU. Os professores e profissionais do HU são uma equipe maravilhosa e darão aporte importante de atendimento especializado para a região. A organização da UEPG é fantástica e nós só temos a agradecer a universidade pública atendendo a população pelo SUS”, destacou na época.

Os atendimentos ambulatoriais do HU acontecem, no momento, no interior do prédio principal. Com a implantação do AME, consultas e exames poderão ser realizados em um espaço separado dos serviços de urgência, emergência e unidades de tratamento intensivo, em um prédio independente. O espaço contará com área construída de 2.964,48 m², dispostos em dois pavimentos, com consultórios médicos no térreo e espaços acadêmicos na parte superior. A área externa terá estacionamento com capacidade para 95 veículos e 18 bicicletas. 

Em conversa com o Grupo aRede, o reitor Miguel Sanches Neto explicou que o edital de licitação para a construção do AME já está aberto. No total, o edital projeta um preço máximo de R$ 15 milhões para a obra, pois os outros R$ 5 milhões que não constam no orçamento do Estado serão custeados pela própria UEPG. “O AME está orçado em R$ 15 milhões, mas a diferença será de responsabilidade da universidade, então nós iremos assumir”, revelou Sanches Neto. 

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE