PUBLICIDADE

Prefeitura orienta população sobre o Cartão PG + Humana

Ferramenta disponibiliza crédito para utilização nas lojas do Mercado da Família

Para acesso ao benefício, o cidadão deve se dirigir ao CRAS próximo de sua residência
Para acesso ao benefício, o cidadão deve se dirigir ao CRAS próximo de sua residência -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

A Prefeitura de Ponta Grossa lançou, na última semana, o cartão PG +Humana, uma ferramenta que disponibiliza crédito para utilização nas lojas do Mercado da Família, ao invés da entrega de cestas básicas. O cartão é resultado de uma ação coordenada entre a Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento e da Fundação Municipal de Assistência Social. No entanto, munícipes apresentam dúvidas de quem tem direito ao benefício.

De acordo com a presidente da FASPG, Vinya Mara Anderes Dzievieski de Oliveira, para obter o cartão PG +Humana, os munícipes devem procurar o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) próximo da sua residência. “Primeiramente, o munícipe deve saber que o auxílio alimentação se constituirá em uma prestação temporária (Benefício Eventual). Além disso, o benefício consiste na liberação de cartão com crédito alimentação no valor de 15% do salário mínimo nacional (R$ 181,18), com validade de 30 dias, para ser utilizado na compra de alimentos junto às unidades do Mercado da Família do Município de Ponta Grossa”.

O cartão PG + Humana é destinado para famílias em situação de vulnerabilidade temporária, de insegurança alimentar ocasionada por situação inesperada comprometendo temporariamente a sobrevivência, bem como em caso de emergência ou calamidade pública. Para conceder o benefício, a FASPG avalia critérios em que os cidadãos a receber o cartão devem estar em situação de vulnerabilidade e risco social, tendo obrigatoriedade de residir há mais de 6 meses no município; ser inscrito no Cadastro Único (Cadúnico); comprovar renda familiar per capita inferior a ½ do salário mínimo; e passar por uma análise Técnica realizada pelo profissional da unidade responsável pela concessão.

“Desta forma, a solicitação do munícipe não quer dizer que ele será contemplado. Atualmente em Ponta Grossa, cerca de 3.200 pessoas atendem aos critérios para a concessão do benefício. Sendo assim, todo o cidadão que comparecer no CRAS pedindo o cartão, além de levar a documentação solicitada, será ainda submetido a uma análise técnica das assistentes sociais da FASPG”, finaliza Vinya.

Com informações da Assessoria de Imprensa
PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE