PUBLICIDADE

Jocelito será candidato a prefeito caso TSE não reverta impugnação

O candidato a deputado federal mais votado em Ponta Grossa, Jocelito Canto, anunciou que será candidato à Prefeitura Municipal em caso de derrota no Tribunal Superior Eleitoral

Jocelito Canto, ex-prefeito de Ponta Grossa.
Jocelito Canto, ex-prefeito de Ponta Grossa. -

Marcus Benedetti

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Jocelito Canto (PSDB), ex-prefeito de Ponta Grossa e candidato a deputado federal mais votado de Ponta Grossa com mais de 55 mil votos no município, anunciou nesta quarta-feira (5), em entrevista ao Grupo aRede (Jornal da Manhã e Portal aRede), que poderá se candidatar a prefeito em 2024. 

O radialista confirmou que disputará a eleição para prefeito caso o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeite seu recurso, que busca validar os votos recebidos no último domingo (2). No total, Jocelito foi votado por 74.348 eleitores e pode vir a ocupar a cadeira do PSDB-Cidadania na Câmara Federal se o TSE reverter decisão do Tribunal Regional Eleitoral que cassou a sua candidatura no final de setembro. 

“Vou até o fim nessa luta para se fazer valer a vontade do povo e, se por acaso, acontecer o pior e eu perder o recurso, eu me preparo para ser candidato a prefeito daqui a dois anos. Quero ficar em Brasília, mas se não der certo, já começo a preparar minha campanha de prefeito e vamos voltar aos velhos tempos de Jocelito na prefeitura”, anunciou.

Jocelito é alvo de uma ação do deputado federal Sandro Alex (PSD), que pediu a impugnação da candidatura do ex-prefeito por conta de uma condenação de 2013. Na época, o apresentador de TV foi condenado por ter utilizado um policial em sua segurança particular no período em que esteve à frente da Prefeitura Municipal. Jocelito cumpriu o prazo de inelegibilidade de oito anos, mas pagou a multa da condenação somente em 2022, portanto, o TRE-PR entendeu que a pena deve começar a contar a partir deste ano e valer até 2030. 

“Eu cumpri o período de inelegibilidade, mas não consegui pagar a multa. Era uma conta muito alta, eu não tinha condições e depois a lei mudou e deu a oportunidade de eu voltar a ser candidato, mas era preciso pagar a multa. Com as mudanças na lei, houve uma diminuição dessa multa e consegui, neste ano, pagar graças a deputada Mabel, que fez um empréstimo bancário. Nosso advogado sempre disse que teríamos dificuldade no TRE-PR, mas que em Brasília iríamos acertar isso”, explicou Jocelito. 

Vitória nas Urnas 

Enquanto aguarda a decisão do TSE, Jocelito comemora a vitória nas urnas. Durante a entrevista, o ex-prefeito fez questão de agradecer os eleitores que confiaram na sua candidatura. “Sou grato principalmente ao povo de Ponta Grossa que me deu a oportunidade de ser o deputado mais votado na cidade. O sentimento também é de justiça por parte da população, principalmente por tudo que passei neste período de eleição, todo esse sofrimento que venho passando”, afirmou. 

Ainda não há prazo para o julgamento do recurso de Jocelito no TSE, mas a expectativa é de que aconteça até o final deste mês ou no início de novembro. Enquanto isso, o ex-prefeito de Ponta Grossa pede o apoio da sociedade durante esse período. “Só lamento que neste momento de tanto sofrimento eu esteja ‘meio’ sozinho. Vejo algumas entidades e instituições que nos cobram tanto, mas não vejo ninguém dessas entidades levantar a voz e batalhar. Só vejo meus adversários rindo ou dizendo que não vai dar certo, que não me querem em Brasília, vejo eles gozando de mim. É preciso que a sociedade se manifeste. Mas eu vou até o fim”, conclui. 

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE