PUBLICIDADE

Pegaí Leitura Grátis supera 500 mil livros disponibilizados

A iniciativa que surgiu em Ponta Grossa em meados de 2013, expandiu, conquistou espaço e o respeito de pessoas apaixonadas por leitura

Pegaí Leitura Grátis supera a marca meio milhão de livros disponibilizados
Pegaí Leitura Grátis supera a marca meio milhão de livros disponibilizados -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Um marco para registrar na história do Instituto Pegaí Leitura Grátis: o projeto acaba de ultrapassar a marca de meio milhão de livros disponibilizados no acervo. A iniciativa que surgiu em Ponta Grossa em meados de 2013, expandiu, conquistou espaço e o respeito de pessoas apaixonadas por leitura. Com a missão de aproximar livros sem leitores de leitores sem livros, o Pegaí já transita no cenário nacional como referência de projeto que fomenta o hábito de ler e acumula indicações e prêmios de incentivo à leitura.

“Traçamos a meta de atingir esse patamar até o final de 2022. Alcançar esse resultado ainda no final de setembro demonstra a credibilidade que o Pegaí conquistou ao longo dos anos. Por isso, hoje agradecemos a todos aqueles que acreditam no poder da leitura e que de alguma forma nos ajudam”, endossa o professor Idomar Cerutti, presidente do Instituto Pegaí Leitura Grátis.

Além dos 500 mil livros que já circulam pelas 69 estantes do projeto, outros números também merecem destaque. Atualmente, Ponta Grossa e outras 15 cidades do Paraná dispõem de estantes do Pegaí. Até setembro deste ano, o Hospital de Livros, projeto mantido pelo Instituto, restaurou cerca de 8,5 mil livros. Aproximadamente 92 mil exemplares foram disponibilizados em kits de alimentos, por meio do projeto Alimentando Mentes, outro braço do Pegaí.

“Tudo isso remete ao trabalho em equipe, tão importante e que sempre será imprescindível para o Pegaí. Essa união de esforços de todo o voluntariado e das empresas amigas que, assim como nós, acreditam que os livros não podem ficar guardados em estantes, privados de serem lidos é essencial”, destaca Cerutti, que também é o idealizador do projeto.

A dedicação dos voluntários e o apoio da iniciativa privada tem sido fundamental e é uma das peças chaves para o alcance das metas do Pegaí. Os 138 voluntários ativos e as mais de 120 empresas amigas do projeto são parte integrante dessa escalada de sucesso. “De 2013 pra cá mais de 400 pessoas contribuíram com o Pegaí realizando atividades de voluntariado no projeto. Nada seria possível sem o trabalho dos voluntários e a contribuição da iniciativa privada”, completa o professor.

Outra iniciativa do Instituto Pegaí Leitura Grátis fundamental para atingir a meta de meio milhão de livros disponibilizados é a “Fantástica Fábrica de Livros”, uma metáfora até então utilizada dentro do Pegaí, para se referir as parcerias do Instituto, entre elas, com editoras e autores que cedem os direitos de impressão dos livros para o projeto. O que era para ser só mais um jargão, já é realidade dentro do Pegaí, tendo em vista, os números de livros impressos exclusivamente para o projeto.

“Desde 2014 esse movimento já imprimiu mais de 200 mil livros, de 35 títulos diferentes. Basicamente, unimos toda a cadeia de produção de livros como as indústrias de papel, gráficas, editoras, escritores, ilustradores num um único propósito: imprimir grandes tiragens e disponibilizar gratuitamente histórias para os leitores”, destaca o professor, que enfatiza que a meta agora é disponibilizar um milhão de livros nas estantes do Instituto Pegaí Leitura Grátis.    

As informações são da Assessoria de Imprensa

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE