PUBLICIDADE

Polícia prende suspeito de aplicar 'Golpe do Tinder' em PG

Mulher de 48 anos, moradora de Ponta Grossa, foi vítima de golpista que vivia na região de Curitiba

Suspeito foi detido e está na Casa de Custódia de Piraquara
Suspeito foi detido e está na Casa de Custódia de Piraquara -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

A Delegacia da Mulher da Polícia Civil em Ponta Grossa informou, na manhã desta terça-feira (4), a prisão de um homem de 43 anos, morador de Curitiba, suspeito de aplicar um golpe após se relacionar com uma moradora de Ponta Grossa. De acordo com a delegada Cláudia Krüger, responsável pelas investigações do caso, o golpista teria iniciado um relacionamento virtual com a vítima via aplicativo e, quando veio visitar a mulher de 48 anos em Ponta Grossa, furtou diversos pertences da residência dela.

"No dia seguinte ao encontro o acusado sumiu, levando consigo diversos objetos da vítima, inclusive o  veículo", explica a delegada. Mesmo sem informações consistentes sobre a identificação do homem, a Polícia Civil conseguiu com "cruzamentos de dados e o auxílio de recursos tecnológicos do instituto de identificação e setor de reconhecimento facial, obteve êxito na identificação do investigado, o qual se apresentava com um nome fictício para a vítima", completa Cláudia.

Após ser identificado, o homem foi detido na região metropolitana de Curitiba e está preso na Casa de Custódia de Piraquara; as investigações, inclusive, apontam que o suspeito está envolvido em outras situações semelhantes a que a moradora ponta-grossense foi vítima. "Pessoas de má intenção podem se aproveitar das circunstâncias do cenário virtual e também da inocência das vítimas, para as quais os golpistas exibem um contexto favorável a si, com a única intenção de ludibriá-las e aplicar golpes", alerta a delegada da mulher.

As informações são da Polícia Civil

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE