Saúde de PG realiza mais de 400 exames preventivos

Foram realizadas 430 coletas de exames preventivos (Papanicolau) e 129 solicitações de mamografia

Mutirão voltado à saúde da mulher ocorreu no sábado (6)
Mutirão voltado à saúde da mulher ocorreu no sábado (6) -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

A Prefeitura de Ponta Grossa promoveu, nesse sábado (6), mais um mutirão voltado à saúde da mulher. As atividades foram realizadas nas unidades de saúde Egon Roskamp, na Santa Paula, Cyro de Lima, em Oficinas, Luiz Conrado Mansani, em Uvaranas, Rômulo Pazinato, na Nova Rússia, e Lobomir Urban, no Núcleo 31 de Março. De acordo com a Fundação Municipal de Saúde, ao todo foram realizadas 430 coletas de exames preventivos (Papanicolau) e 129 solicitações de mamografia.

Exames 'Papanicolau'

É um teste realizado para detectar alterações nas células do colo do útero. O nome “Papanicolaou” é uma homenagem ao patologista grego Georges Papanicolaou, que criou o método no início do século. Esse exame é a principal estratégia para detectar lesões precocemente e fazer o diagnóstico da doença bem no início, antes que a mulher tenha sintomas.

O exame pode ser feito em postos ou unidades de saúde da rede pública que tenham profissionais capacitados. É fundamental que os serviços de saúde orientem sobre o que é e qual a importância do exame preventivo, pois sua realização periódica permite que o diagnóstico seja feito cedo e reduza a mortalidade por câncer do colo do útero. O exame preventivo é indolor, simples e rápido. Pode, no máximo, causar um pequeno desconforto que diminui se a mulher conseguir relaxar e se o exame for realizado com boa técnica e de forma delicada.

Mamografia

O exame de Mamografia consiste em uma radiografia das mamas feita por um equipamento de raios X chamado mamógrafo, capaz de identificar alterações suspeitas. No Brasil, a recomendação do Ministério da Saúde – assim como a da Organização Mundial da Saúde e a de outros países – é a realização da mamografia de rastreamento (quando não há sinais nem sintomas) em mulheres com idade entre 50 a 69 anos, uma vez a cada dois anos, como forma de identificar o câncer antes do surgimento de sintomas.

É importante que as mulheres observem suas mamas sempre que se sentirem confortáveis para isso (seja no banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano), valorizando a descoberta casual de pequenas alterações mamárias, pois a maior parte dos cânceres de mama é descoberta pelas próprias mulheres.

Com informações da Assessoria de Imprensa

Conteúdo de marca

Quero divulgar right