Temperatura despenca em PG nas próximas horas

Frente fria vai gerar um volume de chuva. Em Ponta Grossa, a temperatura cai de 12˚C para 7˚C e depois para 3˚C.

Queda acentuada de temperatura será registrada nesta sexta-feira (29), na cidade
Queda acentuada de temperatura será registrada nesta sexta-feira (29), na cidade -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Frente fria vai gerar um volume de chuva. Em Ponta Grossa, a temperatura cai de 12˚C para 7˚C e depois para 3˚C

A sexta-feira (29), será de grandes mudanças nas condições do tempo sobre a região dos Campos Gerais. Nos períodos da madrugada e manhã, uma frente fria se desloca rapidamente sobre o Paraná, porém como o ambiente atmosférico nas primeiras camadas da troposfera está seco, a frente fria vai gerar um volume de chuva muito baixo. Em Ponta Grossa, a temperatura cai de 12˚C para 7˚C e depois para 3˚C.

De acordo com o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), a partir da tarde, a incursão de uma intensa massa de ar estável e frio sobre o Estado, vinda do sul do continente, induz o declínio acentuado das temperaturas, primeiramente nas regiões ao sul e sudoeste do Paraná. Com isso, as temperaturas mínimas do dia deverão ser registradas no final do dia. Ainda não há previsão de geadas. 

Sobre a mudança do clima, a Marinha do Brasil  notificou, através de nota, que a passagem de uma frente fria poderá ocasionar ventos de direção Sudoeste a Sul, com intensidade de até 75 km/h (40 nós), na faixa litorânea entre os estados de Santa Catarina e Espírito Santo, de Laguna (SC) a Itaoca (ES), entre a noite do dia 28 e a noite do dia 29 de julho.

Os ventos associados à passagem dessa frente fria poderão ocasionar ondas, em alto mar, de direção Sudoeste a Sudeste, entre 3,0 e 3,5 metros, na faixa litorânea entre os estados de Santa Catarina e do Rio de Janeiro, de Laguna (SC) a Arraial do Cabo (RJ), entre a manhã do dia 29 e a noite do dia 30 de julho.

Além disso, o mesmo sistema frontal poderá provocar ressaca, com ondas de direção Sudoeste a Sudeste, com altura de até 3,0 metros, de Mostardas (RS) a Florianópolis (SC), entre a madrugada do dia 29 e a manhã do dia 30 de julho, e também de Santos (SP) ao Cabo de São Tomé (RJ), entre a madrugada do dia 30 e a manhã do dia 31 de julho.