Sala do Empreendedor de PG é modelo para outras cidades

Ponta Grossa conta com mais de 28 mil microempreendedores individuais, sendo referência em boas práticas no setor

Elizabeth e Tônia apresentaram o projeto no seminário Brasil Mais Simples 2022 - etapa Santa Catarina, em Florianópolis
Elizabeth e Tônia apresentaram o projeto no seminário Brasil Mais Simples 2022 - etapa Santa Catarina, em Florianópolis -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Ponta Grossa conta com mais de 28 mil microempreendedores individuais, sendo referência em boas práticas no setor


A Prefeitura de Ponta Grossa tem colocado em prática um amplo programa de modernização, inovação e desburocratização da gestão pública. Entre as atividades em desenvolvimento está o fortalecimento dos microempreendedores individuais (MEIs), ação que é coordenada pela Agência de Inovação e Desenvolvimento, por meio da Sala do Empreendedor, e que integra o Vale dos Trilhos, uma política municipal de fomento à inovação.

O trabalho de destaque realizado neste segmento faz com que Ponta Grossa seja reconhecida em todo o país e sirva de modelo para ações realizadas em outros municípios. “Por meio da inovação e incentivo ao empreendedorismo buscamos construir uma cidade mais inteligente, sustentável e com novas oportunidades”, frisa a prefeita Elizabeth Schmidt.

Assim, o sucesso obtido pelo município tem sido compartilhado. Nesta semana, Kamila Kanawate, servidora da Sala do Empreendedor, representou o Município em evento realizado em Macapá (AM). A Sala do Empreendedor de Ponta Grossa foi convidada pelo Sebrae Amapá e Sebrae Paraná para apresentar as boas práticas realizadas para gestores públicos. “Foram apresentados os projetos realizados pela Sala do Empreendedor e a linha do tempo da Sala até o surgimento da Agência de Inovação, enfatizando o trabalho de desburocratização e simplificação que a Sala do Empreendedor realiza”, explica. Entre diversas lideranças, o evento contou com a presença da superintendente em exercício do Sebrae Amapá, Marciane Costa do Espírito Santo.

“Nacionalmente, a Sala do Empreendedor de Ponta Grossa é reconhecida como a melhor e estes convites para apresentar o nosso trabalho em seminários, assim como visitas técnicas que recebemos de profissionais de outras cidades corroboram o trabalho que desenvolvemos”, destaca Tônia.

Exposição

Recentemente, Ponta Grossa também recebeu equipe de profissionais da Secretaria de Assistência Social e Cidadania de Cambé para conhecer detalhes sobre o funcionamento da Sala. Além disso, em junho, a prefeita Elizabeth e Tônia também apresentaram o projeto desenvolvido em Ponta Grossa no seminário Brasil Mais Simples 2022 - etapa Santa Catarina, em Florianópolis.

Os índices obtidos pelo município validam o reconhecimento. Ponta Grossa conta com mais de 28 mil microempreendedores individuais, sendo a cidade paranaense que mais formalizou microempreendedores individuais nos últimos 12 meses.

São diversos os fatores que contribuem para conquistar estes números. Entre eles está a adoção da lei da liberdade econômica pelo Município. Entre as vantagens, o MEI é dispensado de ato público, não há incidência de taxas e após a abertura, já tem inscrição municipal e pode emitir nota fiscal. O Município também disponibiliza a Sala Digital, por meio do site saladoempreendedor.pontagrossa.pr.gov.br/sala-digital, por meio do qual os interessados podem conferir tutoriais que explicam o passo a passo para a formalização.

Inovação

Além disso, a Agência de Inovação e Desenvolvimento tem buscado vocacionar as empresas para a inovação. Para isso, são realizados diversos programas, como o Decola, Minha Empresa Legal, Voe – Aceleradora de Negócios, Impulso. São programas que vão desde a formação de parceria com universidades, voltados a estudantes que pretendem empreender, passando por capacitações até a apresentação de solução financeiras e linhas de créditos para impulsionar os negócios.

Outro projeto pioneiro em Ponta Grossa, por meio de uma parceria entre Agência de Inovação e Desenvolvimento e Fundação de Assistência Social (FASPG), é a Sala do Empreendedor nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS). Além dos serviços básicos no atendimento diário, como orientações e encaminhamentos sobre abertura de empresas e formalização, os CRAS também oferecem serviços avançados, como formalização de novos empreendedores, com um cronograma de atendimento itinerante da Sala do Empreendedor. 

As informações são da assessoria de imprensa