Em dificuldades, Aproaut pede apoio na Câmara

valor que é repassado pelo SUS para as ações de saúde prestadas em convênio para as instituições beneficentes não é suficiente para cobrir os custos d

Pedifdo foi entregue ao presidente da Câmara
Pedifdo foi entregue ao presidente da Câmara -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

 Valor que é repassado pelo SUS para as ações de saúde prestadas em convênio para as instituições beneficentes não são suficiente para cobrir os custos

O presidente da Câmara Municipal de Ponta Grossa, vereador Daniel Milla recebeu nesta terça-feira (26) a visita do presidente da Associação de Proteção aos Autistas – Aproaut, José Edilson Borges, acompanhado de Ivone Pedroso, que atua no setor administrativo da instituição.

O objetivo da visita foi o de buscar apoio junto ao chefe do Poder Legislativo para tentar encontra soluções para uma defasagem financeira que a Aproaut e outras entidades que atuam com políticas de saúde acumulam já há alguns anos.

O valor repassado pelo SUS para as ações de saúde prestadas em convênio para as instituições beneficentes não são suficiente para cobrir os custos do serviço e o balanço já aponta para uma defasagem de 30% no cofre das entidades.

Na conversa, surgiram algumas alternativas, entre as quais, o presidente da Casa  Daniel  Milla junto ao Executivo para a elaboração de projetos que possam permitir um aditivo a esses repasses para cobrir essa falta de recursos.

A  Aproaut é voltada para o atendimento especializado às crianças, adolescentes e adultos diagnosticados com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Desde 1996, oferta diversas modalidades de atendimentos educacionais e clínicos ao público autista, além de orientação às famílias dos assistidos e eventos para conscientizar a população sobre o autismo.

Conteúdo de marca

Quero divulgar right