PUBLICIDADE

Obras do Hotel Ibis em PG iniciam no segundo trimestre

Com obras orçadas em R$ 21 milhões, prédio terá 11 pavimentos, sendo 9 de hospedagem. Conclusão está prevista para até março de 2019

Imagem ilustrativa da imagem Obras do Hotel Ibis em PG iniciam no segundo trimestre

Fernando Rogala

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Terá início no segundo trimestre deste ano as obras do Hotel Ibis em Ponta Grossa. Marca pertencente à AccorHotels, líder mundial em hospedagens, o Ibis será o primeiro hotel de bandeira internacional no município. A construção será realizada em um terreno localizado na área central, no cruzamento das ruas Sete de Setembro e Quatorze de Julho, próximo a Unopar. O projeto ficará a cargo da construtora Unisul, sediada em Ponta Grossa, que além das obras, irá atuar como operadora do Hotel. O investimento total será de R$ 21 milhões.

Atualmente, o projeto encontra-se em fase de licenciamento ambiental. O Estudo de Impacto de Vizinhança já foi protocolado no Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Ponta Grossa (Iplan) e, após as audiências públicas, demanda do recebimento da licença prévia para o início das obras. O cronograma de obras prevê a conclusão dos serviços preliminares de preparação do terreno realizados no segundo trimestre, ou seja, a partir de abril, assim como o início da fundação. A partir de julho deverão ser iniciadas as obras estruturais. Já no último trimestre deverão começar as obras de instalações prediais. Como é uma obra estimada em um prazo 24 meses, a conclusão está prevista para até março de 2019.

No total, prédio contará com 11 pavimentos. Serão nove de hospedagem, um térreo e um de subsolo. O terreno adquirido possui 978 metros quadrados, porém o empreendimento terá uma área construída total de 5,66 mil metros quadrados. Por andar serão 14 quartos, todos com uma cama de casal. Assim, o empreendimento contará com 126 apartamentos, com a possibilidade de receber até 252 hóspedes simultâneos. Entre o térreo e o subsolo, serão 44 vagas de estacionamento. O projeto arquitetônico foi elaborado por um escritório de arquitetura de Curitiba.

Entre a obra e a fase de operação, deverão ser movimentadas, pelo menos, 65 vagas de emprego. Durante a execução da construção, a estimativa é de que 40 pessoas possam trabalhar simultaneamente na obra. Já quando em operação, o Hotel irá gerar 25 novos postos de trabalho diretos em seu quadro fixo, com a destinação de 15 vagas para o sexo feminino e outras 10 para o sexo masculino. 

Cidade demonstra potencial no setor hoteleiro

Conforme o diretor da Unisul Projetos e Construções, Hudson da Cunha Zanoni Junior, já revelou ao JM e portal aRede, para que o projeto fosse executado, uma pesquisa demonstrou o potencial da cidade em receber um empreendimento como este. “Como não tinha hotel de rede internacional na cidade, fizemos uma pesquisa de mercado, contratamos uma empresa, a qual verificou que havia essa demanda para esse número de quartos para esse modelo de hotel. Visitamos hotéis desse em funcionamento”, informou.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE