Violência em PG não é responsabilidade da FNL

Frente  Nacional de Lutas Campo e Cidade de Ponta Grossa diz que cenário é de vulnerabilidade social e pede comprometimento das autoridades na solução de problemas


Em nota enviada na tarde desta terça-feira (18), ao Portal aRede e ao JM, a direção da Frente  Nacional de Lutas Campo e Cidade de Ponta Grossa, faz uma advertência às autoridades da cidade, sinalizando que ‘não basta combater violência com mais violência. Não adianta mais aparato policial, armas e amendrontamento aos pobres.  A solução virá somente com políticas públicas que recuperem a empregabilidade, combatam a fome e a miséria. Somente assim é que a violência vai ceder’.

O posicionamento da Frente ocorre num período muito sensível em Ponta Grossa, por conta da explosão da taxa de homicídios.

Leia, na íntegra, a nota da Frente Nacional

A violência explode em Ponta Grossa. O fato é que a desigualdade se acentua e o desemprego toma conta. Ao lado da fome, pobreza e miséria estão a violência e a criminalidade.

A miséria em Ponta Grossa, desde o início da pandemia, aumentou 48%, chegando a mais de 13 mil famílias. Não é por acaso que em meio a esta situação, observa-se uma crescente onda de mortes em Ponta Grossa.

E não basta combater violência com mais violência. Não adianta mais aparato policial, armas e amendrontamento aos pobres.

A solução virá somente com políticas públicas que recuperem a empregabilidade, combatam a fome e a miséria. Somente assim é que a violência vai ceder.

A 10 anos atrás haviam inúmeras placas nas cidades dizendo: temos vagas.

Hoje o cenário é de muita vulnerabilidade social.

Dessa maneira, a FNL organiza a ocupação do terreno abandonando a mais de 10 anos pela PROLAR, com o objetivo também de denunciar a falta de políticas públicas de habitação pela PMPG.

Percebe-se que ao menos livrando o dinheiro do aluguel, as pessoas têm uma chance de se alimentar um pouco melhor e escapar do fardo do aluguel ou de morar de favor, ou ainda da insegurança de morar nos fundos de vales e beira de arroios.

A FNL luta pela justiça social, por moradia, terra, trabalho e liberdade.

Assim não aceitamos que nossa luta seja taxada nas colunas policiais. A violência nos bairros de Ponta Grossa é anterior a ocupação no Andorinhas.

A FNL cobra dos poderes públicos uma atitude mais enérgica para resolver os problemas sociais graves que aumentam vertiginosamente em nossa cidade.

Direção da Frente  Nacional de Lutas Campo e Cidade de Ponta Grossa.

Publicidade Legal - 15/04/2022

Publicidade Legal - 15/04/2022 ...

Giorgia é a primeira mulher eleita presidente da Acipg

Ela assume a associação pelo período de dois anos; seu vice é Leonardo Puppi Bernadi. Posses serão e ...

Abandono das estradas após pedágio preocupa TCE-PR

Conselheiro demonstrou preocupação com o estado de abandono das rodovias estaduais e federais que fa ...

Pietro Arnaud é cogitado para cadeira no Senado Federal

Além disso, há possibilidade de a liderança se lançar para a Assembleia Legislativa do Paraná. ...

Capa da edição deste final de semana (15/16/17 e 18/04/2022) do JM

Capa da edição deste final de semana (15/16/17 e 18/04/2022) do JM ...

PG tem o 2ª melhor desempenho do comércio no Paraná

PG tem o 2ª melhor desempenho do comércio no Paraná ...

Por que Jesus Cristo foi condenado?

Por que Jesus Cristo foi condenado? ...

A morte no pedágio e a deterioração das rodovias

A morte no pedágio e a deterioração das rodovias ...

Mercados e lojas de shoppings de PG não abrem domingo

Mercados e lojas de shoppings de PG não abrem domingo ...

José Mauro Ferreira é eleito presidente da Petrobras

Ele é formado em Química Industrial, com mestrado em Engenharia dos Materiais pelo Instituto Militar ...

A Páscoa da paz

A Páscoa da paz ...

Telêmaco prevê orçamento de R$ 410 milhões para 2023

Município realizou audiência pública para abordar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) referente ...

Irati expõe planejamento para inovação e infraestrutura

Secretário de Tecnologia, Inovação e Planejamento, João Antônio Almeida Júnior, apresentou ações da ...

Saúde regional debate projetos para ampliar abrangência

Secretários destacaram programas do Estado e questões regionais, como a abertura do Hospital Regiona ...
Comentários

Deixe uma resposta

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Últimas Notícias

Capa do Dia

REDES SOCIAIS